.

.
.

domingo, 25 de junho de 2017

Para prefeito, decisão sobre greve (dos médicos no MS) é pessoal e antidemocrática

Categoria para as atividades nesta segunda por desacordo quanto a reajuste salarial

Osvaldo Júnior e Leonardo Rocha
  • Imprimir
  •  
  •  
Prefeito Marquinhos Trad falou sobre o assunto em agenda no Bairro Estrela do Sul na manhã deste domingo (Foto: André Bittar)Prefeito Marquinhos Trad falou sobre o assunto em agenda no Bairro Estrela do Sul na manhã deste domingo (Foto: André Bittar)
A greve dos médicos da rede pública de Campo Grande, que deve ter início nesta segunda-feira (dia 26), foi considerada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) como resultante de “decisão muito pessoal” e contrária a princípios da democracia. Ele também afirmou que a categoria não deveria “afrontar” a Justiça.
O prefeito se referia, embora sem citar o nome, ao presidente do Sinmed/MS (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), Flávio Freitas Barbosa. No sábado, depois de três horas de reunião na prefeitura sem chegar a acordo, Barbosa foi enfático: "A greve está 100% garantida”.
Ainda no sábado, em comunicado à categoria, o presidente do Sinmed disse que “só não haverá greve na segunda-feira, se o mundo acabar no domingo à noite”.
Os médicos, sem aumento há três anos e meio, reivindicam reajuste de 27,5%. De acordo com a categoria, a variação corresponde à correção da inflação acumulada no período. No detalhamento dessa proposta, a categoria considerou a inflação de 22,94% de 1º de maio de 2014 a 29 de fevereiro deste ano, mais a inflação prevista para 2017, que é 4,15%.
Prefeito – “Foi uma decisão muito pessoal. Eu não agiria desta maneira, pois estamos em um estado democrático de direito. Deveriam ter entrado com recurso para desconstituir a decisão do magistrado e jamais afrontá-lo”, comentou o prefeito ao ser questionado sobre o assunto durante agenda no Bairro Estrela do Sul.
Trad afirmou, ainda, que tentou negociar com os médicos, mas eles estariam "irredutíveis”. Também disse que o município não tem condições de considerar o acumulado no cálculo do reajuste. “Tentei negociar, mas eles estão irredutíveis. Querem que a gente pague o reajuste de três anos e seis meses. Não tem como conceder. Se fizermos isso, o município não consegue pagar o salário deles”, alegou.
O prefeito afirmou, ainda, que os médicos estão entre as categorias mais bem pagas de Campo Grande. “Nós oferecemos a reposição salarial deste ano, que seria de 6%, mas eles querem 27% do acumulado. Não tem como. Eles precisam ter bom senso”, finalizou
Justiça – A decisão judicial, que barrou a greve, foi comunicada na noite desta sexta-feira (23). Uma das ilegalidades apontadas pela PGM (Procuradoria Geral do Município) foi de que não foram esgotadas todas as negociações entre médicos e a prefeitura. Além disso, os salários dos profissionais estão em dia.
Caso a decisão não seja cumprida, ficou estipulada multa diária de R$ 10 mil, que terão de sair do patrimônio pessoal do presidente do Sinmed e não dos cofres do sindicato

Homem é esfaqueado após defender irmã de ex-cunhado durante discussão


Vítima está em observação no hospital. Suspeito ainda não foi preso.

Mirian Machado
    Um homem de 29 anos foi ferido com duas facadas após defender sua irmã, que é ex-namorada do suspeito, durante uma discussão no inicio da manhã deste domingo (25) no Centro de Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande.
Segundo o boletim de ocorrência, o suspeito de 31 anos estaria passando por várias vezes de carro na frente da casa dos irmãos quando por volta das 6h30 ele voltou de bicicleta e chamou a menina. Eles então começaram a discutir, momento em que o homem puxou das costas uma faca. O irmão da moça entrou na frente dela e foi atingido com dois golpes.
A vítima está em observação no Hospital Auxiliadora. O ex-cunhado ainda não foi preso

Crise eleva migração de brasileiros para temporadas de trabalho no Japão


Agência mantém classificados de vagas no Japão

Períodos de crise política e econômica favorecem a ida de descendentes de japoneses à terra de seus antepassados para temporadas de trabalho. Agências em Campo Grande especializadas em encaminhar esse público ao oriente afirmam que nos últimos meses, por exemplo, a procura pelo serviço tem aumentado em torno de 50%.
Mário Akira Ariyoshi, gerente da agência Itiban, explica que normalmente os brasileiros são ocupados nas linhas de produção de fábricas de eletrônicos, automóveis e plásticos. “O objetivo deles é fazer um pé-de-meia para investir no Brasil quando retornam, construindo casas, montando empresas ou negócios que lhes confiram uma independência financeira”, afirma

“Normalmente ficam em média três anos. Tem gente que fica mais tempo e temos brasileiros que não pretendem mais voltar ao Brasil, inclusive compraram casa e apartamento, fixaram raízes”, afirma Ariyoshi.
Maíra Taíra, dona da agência Taíra, afirma que não existe um perfil certo de quem vai ao Japão para temporadas de trabalho. “Tem alguns que só estudavam aqui no Brasil, outros trabalhavam como balconistas, mas também alguns com ensino superior”, pontua.
“Alguns não voltam porque ficam revoltados com o país ao conhecerem o Japão, pois trabalhando lá, a pessoa consegue se manter e ter controle financeiro melhor do que aqui”, relata.
Experiência – A secretária Adriana Sueny Sakae, 41 anos, saiu do Brasil rumo ao Japão em 1992, período em que o país era administrado por Fernando Collor. Na época, o pai havia sofrido um derrame, a mãe não podia trabalhar para dedicar-se a ele e a irmã era muito nova. Aos 17 anos, foi emancipada e aventurou-se na terra dos antepassados em busca de melhores condições financeiras.
“Trabalhei com montagem de impressoras, fabricação de peças de compressores a ar, ajudante de enfermeiro em hospital e em restaurante. Eu fui para ajudar a minha família”, lembra.
Embora o trabalho para os imigrantes brasileiros seja um tanto árduo, Adriana não se arrepende. “Não me arrependo de nada. Foi uma experiência que, se eu pudesse, faria novamente. Eu amo aquele país que me acolheu. Só voltei porque chega um tempo em que você fica desgastado”.
O químico Américo Okano morou no Japão por cinco anos, entre 1991 a 1995, também durante a crise Collor, o que o fez migrar em busca do “pé de meia”.
“Naquela época havia um índice muito grande de desemprego. Eu fui trabalhar em uma firma de plásticos no Japão que produzia toda a espécie de coisas, desde peças de computador até peças para coração artificial de uso médico”, lembra.
Ele vivia em uma cidade chamada Koga, mas trabalhava em outro município. A empresa funcionava 24 horas e havia um revezamento entre os funcionários. Uma semana o expediente era diurno e na outra, noturno.
“Andava mais ou menos uns dois mil quilômetros a pé até a primeira estação. Pegava um trem e desembarcava em outra estação onde o micro-ônibus da empresa estava aguardando”, lembra o químico.
Foram dias difíceis, segundo ele, mas que acabaram valendo à pena. “Se eu trabalhar a vida inteira aqui, trabalhar mesmo, das 8h às 18h, todos os dias, não vou ganhar o que eu ganharia lá e nem vou trabalhar o quanto eu trabalhei lá”, conta Okano. “Todos os dias eu me perguntava o que estava fazendo lá e por que eu não voltava ao Brasil, com exceção das vezes em que recebia o holerite”.

O futuro do transporte já é realidade no dia a dia de milhares de pessoas aqui na Baixada Santista

Resultado de imagem para fotos do vlt de santos
No futuro esse VLT vai ter que chegar aqui em em Presidente Epitácio

Aqui na baixada, os 15 VLTs operam entre a estação Porto, em Santos, e o Terminal Barreiros, em São Vicente. Um total de 15 estações.
VLT, o que significa^!
VLT é a sigla de Veículo Leve sobre Trilhos, tradução literal do inglês Light Rail Vehicle (LRV), que é um sistema de transporte que está entre o metrô e o ônibus convencional, e, geralmente, não tem a sua faixa de tráfego exclusiva.
O horário de funcionamento foi ampliado e o VLT agora funciona das 5h30 às 23h30.
Já estão em funcionamento 10 máquinas de autoatendimento, nas quais o usuário pode adquirir seu cartão unitário e recarregar todos os tipos de cartão BR Mobilidade utilizados no VLT e nas linhas intermunicipais. O pagamento deve ser feito com cartão de débito. As máquinas estão instaladas nas estações Mascarenhas de Moraes, São Vicente, Emmerich, Nossa Senhora das Graças, José Monteiro, Itararé e João Ribeiro, em São Vicente, Nossa Senhora de Lourdes, Pinheiro Machado e Bernardino de Campos, em Santos.
O VLT também faz parte do SIM (Sistema Integrado Metropolitano da Baixada Santista), com integração para 37 linhas de ônibus intermunicipais, beneficiando cerca de 2 milhões de habitantes que utilizam o sistema.

Acidentes em Presidente Epitácio e Venceslau


Do Blog de Toninho Moré
Duas ocorrências foram registradas às 6 horas da manhã em Presidente Venceslau e Presidente Epitácio envolvendo batidas de veículos. Em Presidente Epitácio, uma camionete Hillux Prata passou fazendo o maior estrago. Bateu em um carro parado, derrapou pelas guias e se chocou com a frente de uma casa, destruindo portão, o cavalete de água e o poste de caixa de energia.  O motorista conseguiu seguir em frente, mas foi constatado que se tratava de um homem que passou mal enquanto dirigia e acabou sendo levado para a Santa Casa.
Em Presidente Venceslau um motorista de um pálio prata, visivelmente embriagado, bateu em um fusca que estava parado de frente a uma residência na Avenida Jorge Tibiriçá, cruzamento com a Rua Carlos Gomes. Acabou detido pela polícia. Não quis fazer o teste de bafômetro e as medidas legais foram tomadas pela polícia civil com apreensão de sua carteira de motorista e do veículo que foi conduzido para o pátio do Detran de Teodoro Sampaio.

Interdição do trecho da SP-294 afeta diretamente turismo e a economia de Paulicéia

25/6/2017 às 03h38

Conforme o presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACE) e um dos representantes do Conselho de Turismo de Paulicéia, Gabriel Joaquim Thomaz Cazelli, o turismo da cidade caiu em torno de 50% e a economia em 40%

A Ponte que interliga Paulicéia-SP a Brasilândia-MS é um dos pontos turísticos de Paulicéia
 (Foto: Cedida/Prefeitura Municipal de Paulicéia)
A Ponte que interliga Paulicéia-SP a Brasilândia-MS é um dos pontos turísticos de Paulicéia (Foto: Cedida/Prefeitura Municipal de Paulicéia)











Em virtude da interdição do trecho no Km 668 + 900 metros da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) em Tupi Paulista, em consequência da forte chuva que caiu na região no dia 20 do mês passado, os motoristas que trafegam pela rodovia sentido Paulicéia, Panorama, Santa Mercedes e ao estado do Mato Grosso do Sul têm utilizado novas rotas para ter acesso a essas cidades.
E devido a essas mudanças de trajeto por caminhos mais longos, tempo de viagem e gastos a mais do previsto para chegar a esses municípios, em especial Paulicéia que faz divisa com o estado de Mato Grosso do Sul, a cidade tem sido afetada diretamente no turismo e economia local.
De acordo com o presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACE) e um dos representantes do Conselho de Turismo de Paulicéia, Gabriel Joaquim Thomaz Cazelli, o turismo da cidade caiu em torno de 50%, em que a essência do município gira em torno da prática da pesca, como um dos pontos turísticos, devido Paulicéia estar localizado às margens do Rio Paraná.
Ele explica que devido a ausência de peixes em pleno período permitido da prática da pesca e da distância de 20 a 30 km a mais e do tempo gasto de viagem pela vicinal de Ouro Verde a Panorama ou da estrada de terra de Terra Nova D´Oeste com destino a Paulicéia, em comparação ao trajeto comum feito pela SP-294, os turistas das cidades vizinhas e até das regiões de Marília, Bauru e Tupã estão deixandode visitar o município.
Ainda segundo Gabriel Cazelli, outro ponto turístico de Paulicéia é o Balneário Municipal que recebe em torno de 500 banhistas da cidade e dos municípios da região, nos finais de semana e feriados prolongados, mas que também apresentou queda significativa devido ainterdição da SP-294 e com a chegada do tempo frio, na estação do inverno.
Ele destaca como um dos pontos turísticos mais visitados na cidade também, a ponte que interliga Paulicéia-SP a Brasilândia-MS, como local de parada dos visitantes para apreciar o Rio Paraná.
Além da prática da pesca, visitação dos banhistas ao Balneário Municipal e da ponte que interliga a cidade a outro município do estado vizinho pelo Rio Paraná, outras opções turísticas aos moradores das regiões que são bastante procuradas em Paulicéia, são os aluguéis por pousadas e ranchos, para passar finais de semana em família e amigos.
Mas devido à interdição do trecho da SP-294, mudanças de rotas e dificuldades de acesso, tempo de viagem e os gastos a mais na viagem até Paulicéia, têm reduzido drasticamente os turistas da região.
É o que confirmam proprietário e arrendatário de aluguéis por pousadas em Paulicéia, Raimundo Magalhães e Gilmar da Silva, respectivamente.
Segundo Raimundo Magalhães, houve uma queda de 70% de turistas da região, para alugar apartamentos durante os finais de semanas.
Ainda segundo ele, devido a todos os problemas causados pela interdição do trecho da SP-294 e a crise econômica que o país enfrenta, afetou diretamente na locação de apartamentos da pousada, sendo que o mesmo disse, que teve que reduzir o quadro de funcionários de 6 para 2.
O arrendatário de outra pousada em Paulicéia, Gilmar da Silva, disse que nos aluguéis por apartamentos de turistas da região houve um queda significativa, que corresponde a 50%. Ele explica que o principal fator é a mudança de rota para chegar a Paulicéia e as dificuldades encontradas pelos motoristas ao trafegar pela Vicinal Ouro Verde a Panorama, como sinalização e pista estreita sem acostamento.
Economia
Conforme o presidente da Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Paulicéia, Joaquim Thomaz Cazelli, a economia do município foi atingida em torno de 40%, sendo os setores alimentícios e de bebidas, como bares, restaurantes e supermercado devido a interdição do trecho da SP-294 e o baixo número de turistas da região na cidade.
É o que confirma o gerente de um supermercado de Paulicéia, José Filho, sobre a queda nas vendas de mercadorias do estabelecimento, principalmente a de bebidas, que segundo o mesmo, ainda não calculou a porcentagem em queda de movimento no supermercado.

Delegado da PF atira e prende dois por desacato e embriaguez após ‘fechada’


Corporação diz que ele fez disparo de advertência no chão, para evitar agressão

Luana Rodrigues
  • Imprimir
  •  
  •  
Confusão no trânsito, envolvendo um delegado da Polícia Federal, rendeu tiros e terminou na delegacia, na madrugada deste sábado (24). A situação aconteceu na Rua Euclides da Cunha, esquina com a Espírito Santo, em Campo Grande.
De acordo com informações apuradas pelo Campo Grande News, o delegado Fabricio Blini, conduzia seu próprio veículo, próximo ao cruzamento, quando levou uma ‘fechada’ de outro carro.

O motorista foi autuado por desacato, resistência e embriaguez ao volante. Campo Grande News esteve na sede da PF, na Vila Sobrinho, para tentar falar com o delegado, mas foi avisou que não poderia conceder entrevista.
Por meio de nota, a assessoria de imprensa da PF informou que, o policial retornava dos procedimentos cartorários na sede da PF, relativos a uma apreensão de 288 quilos de maconha, quando se deparou com um veículo "conduzido de forma temerária por dois homens em visível estado de embriaguez".
A nota continua com a informação de que, "no estrito cumprimento do dever legal, (o delegado) abordou o veículo se identificando imediatamente como policial, quando foi surpreendido pela reação dos ocupantes do veículo, que ofenderam o delegado em sua função policial, deslocando-se em sua direção com o intuito de dominá-lo".
Ainda conforme a PF, neste momento, por estar portanto arma de fogo, o delegado efetuou um disparo de advertência para o chão, e conteve a eventual agressão por parte dos dois homens.
Em seguida, segundo a nota, o delegado contou com o apoio de uma guarnição da Polícia Militar, que chegou ao local, "quando foi possível conduzir os envolvidos para a sede da PF no MS, onde foram lavrados os flagrantes de crime de trânsito e desacato", conclui a PF.

Polícia Civil prende homem acusado de vários furtos qualificados

25/6/2017 às 04h48


O acusado confessou, com riqueza de detalhes, a autoria de outros 10 furtos ocorridos em Dracena, que em sua maioria foram cometidos mediante arrombamentos de janelas ou portas de vidro temperado
Imagens de câmeras de circuito de segurança que filmaram  ação do acusado por prática de furto  (Foto: Cedida/Polícia Civil)Imagens de câmeras de circuito de segurança que filmaram ação do acusado por prática de furto (Foto: Cedida/Polícia Civil)










A Polícia Civil, por intermédio das Delegacias de Polícia Especializas (Dig/Dise/Goe/Cip), prendeu nesta última sexta-feira 23, no bairro Jardim Brasilândia, um pintor de parede, de 33 anos, sob a acusação de ter praticado furto qualificado acontecido na manhã desta sexta-feira, em uma residência localizada no bairro Palmeira II, em Dracena.
A prisão foi resultado do trabalho desencadeado por policiais civis das unidades especializadas, que vinham investigando um furto de uma bicicleta, e que durante as diligências, obtiveram imagens de câmeras de circuito de segurança que filmou a ação de um suspeito indo encher o pneu de uma bicicleta, num posto de combustíveis. O suspeito foi identificado como sendo o pintor de parede, o que fez com que os policiais civis procedessem diligencias no bairro Jardim Brasilândia, onde o até então suspeito mora.
Na residência estava o pintor e sua genitora, que o reconheceu nas filmagens apresentadas, autorizando a realização de busca no interior da casa, e inclusive indicando as roupas com que o filho aparece na imagem. Ainda durante ação de busca, outros objetos foram encontrados e indagado sobre as origens daqueles objetos o pintor confessou que eram furtados e que bicicleta flagrada nas imagens das câmeras de vigilâncias, ele já havia trocado por drogas.
Conduzindo a sede das unidades especializadas, ele confirmou que os objetos encontrados em sua residência eram produtos de um furto realizado, ainda, na manhã desta última sexta-feira 23, em uma casa localizada no bairro Palmeiras II, informando que conseguiu acessar o telhado da residência furtada onde teria descido e arrombado a porta da cozinha do imóvel, subtraído os objetos. A vítima que não estava na residência furtada foi avisada e comunicada pela Polícia Civil, a comparecer a delegacia para registro da ocorrência e reconhecer os objetos encontrados.
O pintor também confessou, com riqueza detalhes, ser autor de outros 10 furtos praticados, que em sua maioria foram praticados mediante arrombamento de portas ou janelas de vidro temperado, ocorridos em residências e estabelecimentos comerciais de Dracena. Segundo o acusado, os objetos dos furtos praticados haviam sidos trocados por pedras de crack.
O pintor acabou preso e autuado em flagrante delito pelo crime furto qualificado praticado nesta última sexta-feira. Ele possuía antecedes criminais pela prática do mesmo delito, por sete vezes, e havia recebido o benefício de liberdade condicional em junho do ano passado. Terminado os procedimentos flagrânciais, o pintor foi encaminhado à unidade prisional. A Polícia Civil também representou pelo pedido de prisão preventiva do autor, a fim de manter a segregação cautelar para que ele não volte a delinquir.

24 de junho de 2017 PMA autua fazendeiro em R$ 15 mil por construir estrada e barragem degradando área protegida de rio


Postado por Jessica Silva
 
Foto: Divulgação/PMA

Uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Corumbá realizava fiscalização na região do Distrito de Albuquerque, a 58 km da cidade, no município, e localizou nesta sexta-feira (23), a construção de uma estrada degradando as matas ciliares dentro da área de preservação permanente (APP) e alterando o fluxo do rio Verde. O proprietário da fazenda, um corretor de imóveis de 70 anos, executava a obra, que envolvia um aterro de barragem no rio para passar a estrada, sem a autorização ambiental.

A PMA interditou as atividades. O infrator, residente em Corumbá, foi autuado administrativamente e multado em R$ 15.000,00 pela construção ilegal. Ele também responderá por crime ambiental de degradar área de preservação permanente (APP) e, se condenado, poderá pegar pena de detenção de um a três anos.


O autuado foi notificado a realizar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas (PRADA), junto ao órgão ambiental

Spinner melhora o foco? Veja benefícios e riscos

12 de junho de 2017 
Postado por Jessica Silva
 Reprodução
Imagem: Reprodução
Se você tem uma criança em casa, com certeza já ouviu falar – ou vai ouvir – sobre os spinners. Trata-se de um brinquedo portátil, no formato de hélice, que gira quando preso entre os dedos. Os desafios entre as crianças é ver quem faz o spinner girar mais rápido e por mais tempo.

Com preços para todos os bolsos (os modelos mais baratos saem por cerca de R$ 25), o brinquedo tem sido disputado até por adultos. Uma das vantagens anunciadas do spinner é que ele, em teoria, auxilia na concentração e pode ser benéfico para pessoas com déficit de atenção e autismo. Mas o que há de verdade e de exagero no uso do brinquedo? Existe perigo no uso dos spinners? Um time de especialistas esclarece as maiores dúvidas sobre o assunto.

Os benefícios:

Sim, ele ajuda a relaxar
Os profissionais consultados pela matéria são unânimes: embora não exista nenhum estudo científico de que os spinners realmente ajudam no tratamento de ansiedade, o brinquedo é, sim, capaz de relaxar e aliviar tensões de quem usa. O segredo está no movimento repetitivo, que ajuda o cérebro a "desligar" do mundo ao redor.
Favorece a concentração
Para crianças que não sofrem com problema de concentração, o spinner é só um divertimento, mas para aquelas que tem dificuldade em manter o foco o brinquedo pode ser benéfico. O spinner até pode ser usado como uma das ferramentas em um tratamento para crianças com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e Transtorno do Espectro Autista. "É importante ter auxílio de um profissional que estabeleça um objetivo dentro do contexto do quadro clínico de cada criança", explica a psicóloga Cristiana Rocca, do Hospital das Clínicas (SP).


CNN
Imagem: CNN



"Há casos em que a criança ou adolescente agitado e desatento se concentra melhor em uma tarefa que não lhe é motivadora se ele estiver fazendo algo em paralelo", diz Cristiana Rocca. Nesse caso, o spinner ajuda a manter o foco e reduz a inquietude. Mas o benefício não vale para todos. Muitas crianças hiperativas só se concentrarão com o spinner por alguns minutos até passarem para a próxima atividade.
O psiquiatra Fernando Asbahr ressalta que ansiedade e falta de concentração precisam ser muito bem avaliadas para se dimensionar o problema e criar um tratamento eficaz, com acompanhamento médico e psicológico. "O spinner tem um quê de mágico, mas infelizmente tratamento mágico não existe".   diz .
Pode ajudar na socialização
A competição para ver quem consegue girar o spinner mais rápido e por mais tempo - ou mais de um ao mesmo tempo, ou ainda em superfícies diferentes - melhora a socialização das crianças. Elas interagem mais entre elas e brincam juntas.
A criança para de chupar dedo
Os spinners podem ser usados como um recurso extra para ajudar no tratamento de questões bem específicas. A fonaudióloga Raquel Louzado, por exemplo, usa o brinquedo como uma distração para ajudar crianças pequenas a parar de chupar o dedo ou roer as unhas, já que os pequenos mantém as mãos ocupadas com a brincadeira. "Mas não é a salvação da lavoura que estão anunciando", ela acrescenta.
Alguns modelos são perigosos
O modelo mais básico de spinner é feito de plástico ABS com as hélices arredondadas, justamente para não machucar se o brinquedo acabar escapando da mão. Alguns fabricantes, porém, criaram versões com pontas mais agudas ou imitando estrelas, asas ou armas de artes marciais, em materiais como madeira ou metal. Ou seja: se escapar da mão ao ser girado com muita força, ferimentos serão inevitáveis.

Reprodução/amazon.com
Imagem: Reprodução/amazon.com

Se você for comprar um spinner para uma criança, tome cuidado na hora de escolher o modelo.
Ao invés de concentrar, pode distrair
Justamente pela natureza chamativa do brinquedo (alguns modelos fazem barulho ao serem girados, com lâmpadas de LED nas hélices e até brilham no escuro), não é boa ideia trazê-los para a sala de aula, já que a tendência é se distrair com o spinner e não prestar atenção no que diz o professor. "É como usar o celular - não dá para você prestar atenção no telefone e na aula ao mesmo tempo", diz Fernando Asbahr.
Fontes consultadas: Fernando Asbahr, psiquiatra, coordenador do Ambulatório de Ansiedade na Infância e Adolescência do Instituto de Psiquiatria - Hospital das Clínicas (SP); Camila Luisi Rodrigues, psicóloga especialista em Neuropsicologia pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (SP); Cristiana Rocca, psicóloga supervisora do Serviço de Psicologia e Neuropsicologia do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (SP); Raquel Louzado, fonaudióloga especialista em linguagem infantil; Fabiana Meira Guimarães, psiquiatra infantil.

Ciclista morre em tropelamento e motorista do veículo foge

Por Polícia Rodoviári

Conforme a Polícia Rodoviária, a bicicleta realizava manobra para cruzar a rodovia, momento que colidiu transversalmente com um veículo, que não foi identificado pois o motorista do mesmo evadiu-se.
Diante dos fatos a ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Rancharia, onde o delegado de Plantão, elaborou o RDO e acionou a Polícia Cientifica, que compareceu no local.
Até o término da ocorrência conforme a Polícia Rodoviária a vitima ainda não havia sido identificada, por conta de não estar portando os documentos pessoais.

Para diminuir prejuízo, prefeito pede consenso para usar lâmpadas de LED


Compradas ano passado, sob suspeita de irregularidades, TCE e MPE proibiram a utilização e querem que luminárias sejam devolvidas

Lucas Junot e Aline dos Santos
  • Imprimir
  •  
  •  
A prefeitura estuda um plano municipal de iluminação, com lâmpadas de LED (Foto: Alcides Neto)A prefeitura estuda um plano municipal de iluminação, com lâmpadas de LED (Foto: Alcides Neto)
O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), disse que irá buscar uma audiência de conciliação com o Ministério Público Estadual, TCE (Tribunal de Contas do Estado) e com o juiz David de Oliveira Gomes Filho, do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) para utilizar as lâmpadas de LED adquiridas em setembro do ano passado, que estão inutilizadas no pátio da Seinfra (Secretaria Municipal de Infraestrutura).

Acusado por tentativa de estupro é condenado a quase 17 anos de prisão


Sentença foi proferida pela Justiça da Comarca de Flórida Paulista
 (Foto: Folha Regional)

Sentença foi proferida pela Justiça da Comarca de Flórida Paulista (Foto: Folha Regional)
'











Um morador de Florida Paulista que foi preso em 21 de julho de 2015, acusado de tentar estuprar uma jovem que naquela ocasião tinha 19 anos de idade, foi condenado à 16 anos, sete meses e três dias de reclusão em sentença proferida pela Justiça da Comarca de Flórida Paulista.
O réu é acusado de em 20 de julho de 2015 atacar a vítima que seguia no início da manhã para o Terminal Rodoviário da cidade onde tomaria um ônibus com destino à Adamantina para trabalhar.
O FATO
De acordo com o registro da Polícia Civil naquela ocasião, o trajeto da jovem foi interrompido pelo indivíduo que trajava calça jeans, camisa azul e uma touca que cobria parte da face e que portava uma faca obrigando-a a ir até um terreno baldio para manter relações sexuais com a mesma.
Ainda segundo a polícia, na tentativa de se defender, a vítima conseguiu apoderar-se da faca devido o descuido do autor e o ameaçou até que ele se evadiu do local.
Ele foi reconhecido pela vítima posteriormente durante os trabalhos da Polícia Civil e recolhido permanecendo à disposição da Justiça.
Vale destacar que para a pena ainda cabe recurso e que a defesa do acusado já busca na Justiça a sua reversão.

12 apostas acertadoras na Quina de São João



A Caixa realizou neste sábado (24) o sorteio da Quina de São João, pelo concurso 4.412. As dezenas foram: 06 – 07 – 13 – 14 – 26. Houve 12 apostas vencedoras, e cada uma ganhou R$ 11.622.069,29O prêmio total foi de R$ 139,4 milhões.


A Quadra teve 4.311 acertadores, e cada um levou R$ 2.516,56. Outros 236.205 apostadores ganharam no Terno. O prêmio é de R$ 69,06 para cada. Por fim, o Duque paga R$ 1,87 para cada um dos 4.786.382 ganhadores.O sorteio aconteceu às 20h em Campina Grande, na Paraíba. No próximo sorteio da Quina, na segunda-feira (26), a estimativa de prêmio é de R$ 600 mil.