Band FM

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Redes sociais são alvo principal de ações para remover conteúdo, diz estudo


As redes sociais são o maior alvo das ações na Justiça Eleitoral para remoção de conteúdo, segundo levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas. O estudo, que considerou 484 processos abertos nas eleições de 2014, em todo o país, indicou que 56,9% das demandas visavam postagens em espaços como Facebook, Twitter e Youtube. Segundo os dados preliminares divulgados hoje (26), os blogs vêm em seguida como alvo preferencial das ações (12%), depois as páginas da administração pública direta (11,4%) e os portais de notícias (9,7%).
Em caráter liminar, 66% das ações propostas foram deferidas, pelo menos parcialmente. Nas sentenças, o índice de deferimento se reduz ligeiramente e fica em 62%. Enquanto nos acórdãos, quando o caso é apreciado por um grupo de magistrados, o índice de aceitação dos pedidos de remoção de conteúdo é de 58%.
A maior parte das ações foi iniciada por partidos ou coligações (46,7%) e, em seguida, estão as demandas feitas diretamente por candidatos (30,3%) e pela imprensa (22,8%). A maior parte dos réus nos processos eram os próprios candidatos (43,6%), depois as pessoas físicas, com 17,7% e os provedores que oferecem plataforma ao conteúdo (14,6%).
Os dados que compõem a pesquisa foram coletados a partir de todos os processos disponibilizados online pelos tribunais regionais eleitorais das 27 unidades da federação e pelo Tribunal Superior Eleitoral.

26 de agosto de 2016 
Homem é preso por dirigir embriagado e sem possuir CNH
Postado por Jessica Silva

Por volta das 23h00min de ontem (25) a guarnição de serviço da Polícia Militar de Guia Lopes da Laguna realizava rondas pela Avenida Macias Barbosa, quando avistou um veículo Fiat Uno, de cor branca, transitando pela via de maneira irregular.
Os Policiais realizaram a abordagem e o condutor, um homem de 60 (sessenta) anos, disse que não possuía CNH. O indivíduo foi convidado a realizar o Teste de Alcoolemia, pois aparentava sinais de embriaguez.
Após a realização do Teste, que comprovou o crime, foram realizados todos os procedimentos administrativos de Trânsito e o autor foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.
26 de agosto de 2016 
PMA prende dois pescadores em flagrante utilizando petrecho proibido em cachoeira, onde a pesca é proibida
Postado por Jessica Silva

pescado PMA CG 26 ago 2016
Foto: Divulgação/PMA
Policiais Militares Ambientais do Posto da Cachoeira do Sossego, em Rochedo realizavam fiscalização nas imediações do local onde é instalado um Posto da PMA, nas proximidades do rio Aquidauana e prenderam ontem (25) à tarde, dois pescadores por pescar com petrecho proibido (tarrafa) e em local proibido.
Os policiais avistaram dois homens praticando a pesca predatória, em um local a menos de 200 metros da Cachoeira do Sossego (local proibido para a pesca), no município de Rochedo, utilizando uma tarrafa (petrecho proibido). Sem serem visto, os policiais chegaram aos criminosos e deram voz de prisão.
Com os autuados, um de 25 anos, residente em Rochedo e um de 31 anos, residente em Coxim, foram apreendidos 7 kg de pescado e uma tarrafa. Eles iniciavam a pescaria, quando foram presos. Felizmente não existia nenhum cardume no local, pois a PMA mantém policiais em um Posto nessa cachoeira do Sossego, exatamente pela vulnerabilidade dos cardumes no local, especialmente com essa prática de pesca com este tipo de petrechos, com alto poder de dizimar cardumes rapidamente.
Os infratores foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Rochedo, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 800,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

Marcada por bate-boca, sessão de julgamento é suspensa e almoço antecipado

Com menos de duas horas do reinício dos trabalhos da sessão de julgamento do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff, desentendimentos entre os senadores levaram o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, a suspender a sessão duas vezes. Na última interrupção, o magistrado decidiu antecipar o horário do almoço e o julgamento será retomado às 13h.

O primeiro bate-boca começou quando o senador petista Lindbergh Farias (RJ) pediu a palavra e atacou o democrata Ronaldo Caiado (GO) que lhe antecedeceu. "Esse senador que me antecedeu é um desqualificado. O que fez com senadora Gleisi é de covardia impressionante, dizer que tentou aliciar testemunha", afirmou o petista.

Na sequência, Lewandowski alertou Lindbergh. "Não posso admitir palavras injuriosas dirigidas a qualquer senador. Vou usar meu poder de polícia para exigir respeito mútuo e recíproco."

Caiado respondeu fora dos microfones. Disse que Lindbergh tem mais de 30 processos no STF e "cracolândia em seu gabinete". Como o tumulto continuou, o presidente do STF pediu que os microfones fossem desligados e a sessão suspensa por cinco minutos.

A sessão foi retomada com o apelo feito pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que até agora não tinha se manifestado. O peemedebista começou pedindo para que os senadores reduzam as questões de ordem repetidas, mas esquentou o clima ao lembrar da declaração de ontem, feita pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) que provocou o primeiro grande tumulto do dia. Nessa quinta-feira (25), Gleisi disse que o Senado não tinha moral para julgar a presidenta afastada Dilma Rousseff.

“Esta sessão é uma demonstração de que a burrice é infinita. A senadora Gleisi chegou ao cúmulo de dizer que o Senado não tem condição moral de julgar a presidente”, afirmou.

Esquentando ainda mais o ambiente e provocando a reação imediata de petistas, Renan lembrou que Gleisi e o marido, o ex-ministro das Comunicações do governo Dilma, Paulo Bernardo, foram indiciados por corrupção passiva na Operação Lava Jato e disse ter intercedido a favor deles. Os dois são acusados de receber propina de contratos oriundos da Petrobras.

"Como uma senadora pode fazer uma declaração dessa? Exatamente, sr. Presidente, uma senadora que, há 30 dias, o Presidente do Senado Federal conseguiu, no Supremo Tribunal Federal, desfazer o seu indiciamento e do seu esposo", disse Renan.

Gleisi foi em direção a Renan afirmando ser mentira, apoiada pelo senador Lindbergh que gritava "baixaria" e que acabou sendo empurrado por Renan.

Renan chegou a afirmar que o Senado estava passando para a sociedade uma imagem de que Lewandowski estava sendo, constitucionalmente, obrigado a "presidir um julgamento em um hospício" e que nenhum dos lados ganharia esta disputa baseada em bate-boca político.

Agencia Brasil.

Médico sequestrado reage e foge após ser obrigado a dirigir por 140 km

Um médico de 32 anos passou a madrugada sob a mira de um revólver durante sequestro. Ele foi rendido por bandidos em Rio Negro - a 144 km de Campo Grande, e obrigado a dirigir até Campo Grande. Durante o trajeto ele foi agredido com coronhadas e ameaçado de morte.

Por volta da meia noite de hoje, a vítima, saiu de casa para comprar cigarros, quando foi abordada por três homens de boné, que entraram em seu carro, um Ford Focus, e o fizeram dar várias voltas pela cidade. Algumas horas depois, outro homem entrou no veículo e ele foi ordenado a dirigir até Campo Grande. Durante toda a ação, o médico foi ameaçado de morte e agredido com coronhadas e socos e seu celular foi jogado na estrada.

Durante o trajeto, os homens começaram negociar seu veículo por telefone, em uma venda que seria realizada em Ponta Porã. Segundo revelou à reportagem do Campo Grande News, em um momento de desespero, já após ter amanhecido, ele decidiu dar um "cavalo de pau" no carro, que bateu contra o meio-fio, quebrando a roda. Neste momento ele conseguiu abrir a porta e fugir correndo.

Ao olhar para trás, observou que os quatro sequestradores também correram, mas no sentido oposto. O médico não soube precisar em qual região estava, pois, não conhece Campo Grande, mas caminhou até um residencial no Bairro Coronel Antonino, onde pediu ajuda e moradores acionaram a polícia, que o encaminharam à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para o registro da ocorrência.

DaHoraBataguassu.

Homem não aceita rejeição de mulher e agride pessoas durante festa

Uma festa terminou em briga generalizada, prisão e apreensão de veículo na madrugada desta sexta-feira, em Rio Brilhante - distante 163 km de Campo Grande.

Segundo o Boletim de Ocorrências, por volta da 1h de hoje a guarnição foi acionada para atender uma briga em uma residência e, ao chegar ao local encontraram um homem de 31 anos ferido após outro homem, de 38 anos acertá-lo com uma paulada na mão.

A vítima relatou que entrou em luta corporal com o autor para defender uma mulher, pois, o mesmo estaria visivelmente embriagado e a agredindo verbalmente, ameaçando de morte e tentando agredi-la também com o pedaço de pau,  já que a mulher teria se recusado a "ficar com ele".

Ao verificar o sistema da polícia foi constatado que o autor da agressão era procurado, com um mandado de prisão em aberto e, imediatamente ele foi detido. Ao comparecer à delegacia com sua motocicleta, o veículo do autor também foi apreendido, pois,  estava com a documentação vencida.

DaHoraBataguassu.

Após perseguição, polícia encontra fardos de maconha no meio do mato



Traficantes de maconha estão usando uma estrada de terra entre Dourados e o distrito de Panambi para cortar a região sem precisar passar por rodovias pavimentadas, onde a fiscalização da polícia é mais intensa. Um carregamento de 153 quilos da droga foi apreendido na madrugada de hoje (26), mas os suspeitos conseguiram fugir.

A droga foi descoberta depois que a Polícia Militar foi chamada para dar apoio a uma equipe da Polícia Civil que perseguia dois veículos suspeitos de transportar droga. O Fiat Uno foi abordado e liberado, mas o outro carro, um Monza prata, conseguiu fugir em direção ao distrito de Panambi.

Na sede do distrito, com apoio de um policial que mora no local e conhece as estradas vicinais da região, a equipe da PM conseguiu localizar o Monza abandonado em um milharal.

Em meio à plantação de milho, os policiais encontraram três caixas de papelão cheias de maconha. Uma das caixas, identificada com a palavra “Cavale”, tinha 53 kg da droga. A outra, com a identificação "Cavaleiros", estava com 46 kg e a terceira, com a palavra “Marreta”, tinha maios 54 kg, totalizando 153 kg de maconha. Os donos do carregamento fugiram antes da chegada da polícia.

DaHoraBataguassu.

Obras de recapeamento deixam tráfego lento na BR-060



As obras de recapeamento na rodovia BR-060 entre Campo Grande e Sidrolândia, tem deixado o tráfego lento, ainda mais nesta sexta-feira (26), quando muitas pessoas decidiram aproveitar o feriado prolongado no interior.

Hoje é aniversário de Campo Grande e feriado municipal. Nesta manhã, era grande o fluxo de veículos na BR-060 e os trabalhos de recuperação e pintura da sinalização na rodovia, se concentram em parte da pista do quilômetro 392.

Com o grande movimento, o tráfego é feito por meio de operação pare-e-siga.

A obras tiveram inicio em meados de abril e em pontos como no quilômetro 399, próximo ao Bolicho Seco, já tiveram os trabalhos concluídos. Até o término do texto o DNIT ainda não havia dados mais detalhes sobre o cronograma das obras.

DaHoraBataguassu.

Senadores a favor do impeachment abrem mão de perguntas para acelerar julgamento

Para evitar que o depoimento da presidenta afastada Dilma Rousseff, marcado para a próxima segunda-feira (29), seja adiado, por causa da demora nas oitivas das testemunhas, todos os partidos favoráveis ao impeachment firmaram acordo há pouco e vão retirar as inscrições para fazer perguntas às cinco pessoas arroladas pela defesa. Segundo o senador Aécio Neves (PSDB-MG), os parlamentares deste grupo só vão usar a palavra "se for necessária uma intervenção”.

“Todos estão retirando suas assinaturas porque estas testemunhas já foram ouvidas na comissão especial e trazem aqui o objetivo intrínseco de procrastinar a sessão”, afirmou. Diante do clima tenso que marcou as primeiras horas da sessão, o ministro do Supremo Tribunal Federal que preside o julgamento, Ricardo Lewandowski, antecipou o horário do almoço para as 11h30 e a sessão será retomada às 13h. Aécio disse que espera que neste intervalo os senadores estejam "tomando chá de camomila e suco de maracujá".

Mais de duas horas depois do início dos trabalhos, nem a primeira testemunha, o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, começou a responder as perguntas. Até a segunda suspensão dos trabalhos, às 11h15, motivada por bate-bocas, senadores se revezaram em questões sobre a suspeição de alguns nomes indicados a falar.

A polêmica levou o advogado da presidenta Dilma, José Eduardo Cardozo, a abrir mão de uma delas – Esther Dweck, convidada a trabalhar no gabinete da senadora petista Gleisi Hoffmann – e transformar a condição do professor Ricardo Lodi Ribeiro, último a ser ouvido, de testemunha para informante, por ter atuado como assistente da perícia do Senado sobre os crimes atribuídos a Dilma.

Agencia Brasil.

Polêmica faz defesa de Dilma desistir de uma testemunha

No segundo dia do julgamento final do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff, diante de uma polêmica envolvendo a ex-secretária de Orçamento Esther Dweck, o advogado de defesa desistiu de ouvi-la como testemunha do processo.

A advogada de acusação, Janaína Paschoal, que também é uma das autoras da denúncia que motivou o processo contra Dilma Rousseff, colocou em suspeição a ex-secretária de Orçamento sob o argumento de que a mesma foi nomeada assessora “por uma parlamentar que é uma das mais ferrenhas defensoras de Dilma”, no caso, a senadora Gleisi Hoffmann.

"Na política a vingança é sempre maligna. Percebo que há intenção de desqualificar a professora Esther Dweck. Ela participou diretamente dos processos dos decretos, tem grande informação a respeito e, por isso, foi chamada como testemunha. O fato de ser nomeada a um cargo —e não foi ainda—, não significa nada, ela tem vínculo de origem. É professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro)", disse Cardozo que decidiu retirá-la do rol das testemunhas  "para não expor a professora a ataques de vingança".

Além de abrir mão de uma testemunha, logo no início dos trabalhos hoje, Cardozo se antecipou e também solicitou que o professor Ricardo Lodi Ribeiro, que seria a última testemunha a ser ouvida, seja requalificado como informante "por ter atuado como assistente de perícia".

Testemunha de acusação

Em outra questão de ordem, o advogado de Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, também pediu que a testemunha de acusação, Antônio D'Ávila, auditor do TCU (Tribunal de Contas da União), passe a constar nos autos apenas como informante. O argumento é de D'ávila admitiu ontem ter auxiliado o procurador Júlio Marcelo a redigir a peça de acusação contra a presidente Dilma Rousseff.

Agencia Brasil.

PM percebe 'volume' em blusa de menor e apreende 3 kg de maconha

Adolecente de 17 anos e um homem, de 43, estavam em uma motocicleta.Ocorrência foi na Avenida Paulista, no Centro de Paulicéia.



Um homem de 43 anos e um adolescente, de 17, foram flagrados com três quilos de maconha, no Centro de Paulicéia. Eles trafegavam em uma motocicleta Honda CG 125 Fan pela Avenida Paulista, quando agiram de modo suspeito ao ver a Polícia Militar e foram abordados. O caso foi na noite desta quarta-feira (24).

Ao entrar na Avenida Paulista, policiais notaram que dois indivíduos que trafegavam em uma motocicleta com placa de Presidente Epitácio, ao notarem a presença da viatura, “agiram de forma suspeita”. Além disso, os militares observaram “um volume” sob a blusa do passageiro. Os fatos levaram a PM a abordar a dupla e, ao fazer busca pessoal no passageiro, foram localizados três tijolos de maconha sob sua blusa.
Questionado, o indivíduo informou que contratou a motocicleta, pertencente ao indiciado, em 
Presidente Epitácio, para se deslocar até Brasilândia (MS) e buscar a droga. O homem receberia R$ 50 pelo deslocamento. O menor informou ser traficante e que pagou a quantia de R$ 1 mil por cada quilo da droga.

Com os fatos, a dupla foi levada à Delegacia da Polícia Civil, onde foram ratificadas a prisão do adulto e a apreensão do adolescente. Conforme a corporação, o adulto foi removido ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá e o adolescente, levado à Cadeia de Adamantina, onde aguardará vaga para internação.

G1.Prudente

Em abordagem, polícia apreende 25 mil maços de cigarros sem nota

Motorista saiu da pista com o veículo ao receber ordem de parada. Ocorrência foi na SP-563, em Marabá Paulista.


A Polícia Rodoviária apreendeu 25 mil maços de cigarros contrabandeados, por volta das 20h desta quinta-feira (25), no km 53 da Rodovia General Euclides de Oliveira Figueiredo (SP-563), em Marabá Paulista. De acordo com o policiamento, os produtos sem nota fiscal eram transportados em um carro, por um homem de 27 anos.

Conforme o registro, em patrulhamento, os agentes deram ordem de parada para um veículo Hyundai Tucson, com placas de Ibaté (SP), que seguia pela via. Foi então que o condutor “saiu repentinamente da rodovia, perdendo o controle da direção, vindo a parar além do acostamento”.
Assim que os profissionais se aproximaram, foi realizada uma vistoria no veículo, momento em que os agentes encontraram 50 caixas de cigarros, de origem do Paraguai, que não portavam documentação.

Ao ser questionado, o autor não informou qual seria o destino da carga ilícita. Diante dos fatos, o homem foi encaminhado à Delegacia da Polícia Federal, em Presidente Prudente, onde teve a prisão ratificada em flagrante por contrabando. Ele foi conduzido à Cadeia de Presidente Venceslau.
O veículo e os 25 mil maços foram apreendidos.

G1.Prudente

Candidato a vereador é preso por 'instigar' invasão de aeroporto da Cesp

Samuel Lucas Procópio enviava áudios, por celular, aos invasores.Uma das 'dicas' foi o uso de abelhas para afastar policiais do local.

Foi preso preventivamente nesta quinta-feira (25), em Rosana, o advogado e ex-vereador Samuel Lucas Procópio. Nas eleições municipais deste ano, ele é novamente candidato a uma cadeira no Poder Legislativo pelo PHS. De acordo com as informações da ação penal do Ministério Público Estadual (MPE), Procópio é acusado de incitar publicamente diversas pessoas à prática de crimes, além de organizar a invasão de um imóvel da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) na cidade.

Segundo a Polícia Civil, Procópio estava em uma audiência, em Teodoro Sampaio, quando os agentes da cidade informaram ao policiamento de Rosana que ele iria para o distrito de Porto Primavera, onde reside. Por volta das 18h, os policiais detiveram o suspeito, que tentou correr ao ver a equipe, conforme a polícia.

De acordo com a Promotoria de Justiça, o denunciado, durante o mês de agosto deste ano, “instigou, por meio de palavras, inúmeras pessoas a desobedecerem a ordem legal de funcionário público” e também “instigou” pessoas a “invadirem terreno e edifício alheio, por meio de violência, para fim de esbulho possessório”.

O documento que determina a prisão preventiva, expedido pelo juiz substituto Adriano Camargo Patussi, apontou, conforme os autos da ação penal, que Procópio “teria se associado com diversas pessoas, inclusive, crianças e adolescentes”, para “o fim específico de cometer crimes”.
O juiz também cita a invasão ocorrida no terreno do aeroporto, que se encontra desativado, pertencente à Cesp, na qual o suspeito teria criado um grupo em um aplicativo usado em celulares, chamado “Companheiros do Lote”, para “dar dicas aos invasores de como agir contra possível reintegração de posse”.

Uma das mensagens enviadas pelo advogado ao grupo, por meio de áudio, diz que a mudança climática pode ajudar os invasores: “Rapaz, se começar a chover, a viatura vai sair, é o canal para entrar, pois o cara [policial] não vai ficar parado de moto ali”.

Em outro áudio, conforme a ação da Promotoria, o denunciado “orienta” o grupo: “Era bom  fechar o portão aqui embaixo, enquanto tiver carregando os ferros aí. Deixa um de guarda para não deixar ninguém subir, que não conhece”.

Em análise às mensagens, junto com os autos do MPE, o juiz verificou que Procópio dizia aos invasores como eles deviam proceder e os informava sobre toda a movimentação dos  oficiais de Justiça e policiais, para que o grupo “não fosse pego de surpresa”.

'Ideia brilhante': abelhas

O denunciado sugere aos demais colocar abelhas para “atacar” o oficial de Justiça e a polícia, caso tentassem entrar no local. Essa informação também foi obtida pela Promotoria por meio de um áudio enviado ao grupo “Companheiros do Lote”: “Pessoal, teve um companheiro que teve uma ideia brilhante aqui, mas não sei se vamos conseguir resolver. Segundo ele, tinha como conseguir umas abelhas. Aquelas abelhas de criação, a europa. Disse que ele tem umas caixas de abelha que tá no meio do mato trabalhando e não sei se ele vai conseguir trazer, mas se alguém tivesse conhecimento, se tivesse essas abelhas mesmo e amanhã nós tivéssemos como colocar nas barricadas lá em baixo, não tinha diabo de polícia que entrava lá dentro. Deixava a abelha meia ouriçada lá, era só destampar ela. Rapaz, não tem quem chega perto. Não tem quem vá lá, entendeu? É uma estratégia boa também. Arruma umas três caixas dessas abelhas que ele tem criação. Arrumava essas caixas de abelha, fazia uma nova barricada ali e deixava as abelhas ali meio 'mocosadas', tampava para eles não chamarem os bombeiros, amarrava no portão. Se eles subirem no portão, vai ser tanta picada de abelha que pião vai voltar cavucando para trás”.

Na decisão da prisão, ainda constou, segundo o entendimento de Patussi, que a liderança do denunciado sobre os demais invasores é patente, “pois ele os induz a levar facões e enxadas para o local, a fim de causar a impressão de que podem enfrentar a polícia”.
Em um outro trecho da conversa dele com o grupo, o denunciado falou que “a segurança privada contratada pela Cesp a gente não respeita não”, instigando os demais a agredirem eventuais seguranças privados, conforme a decisão judicial, à qual o G1 teve acesso.
'Ousado e destemido'

A denúncia contra o advogado apontou que, além de líder do movimento, ele também é “invasor do local”. No depoimento de um oficial de Justiça, o denunciado é visto como “ousado e destemido”, pois estava “tramando a prática de crimes dentro do saguão do Fórum”.
A determinação da prisão preventiva foi tomada, de acordo com o relato do juiz nos autos do

documento, “com a finalidade de acautelar o interesse social de segurança face ao crime, uma vez que a liberdade do indivíduo pode representar uma ameaça social em razão de fugas, prática de novos delitos ou prejuízo à produção de provas”.

Além de decretar a prisão, o juiz ainda deferiu a busca domiciliar e no local de trabalho de Procópio, para a apreensão de celulares, chips, cartão de memória e computadores, bem como qualquer outro elemento de convicção de provas.

Outro lado
O G1 entrou em contato com o advogado Dário Rodrigues da Silva, responsável pela defesa de Samuel Lucas Procópio, entretanto, o profissional disse que não irá se pronunciar sobre o caso.

Cesp
O G1 solicitou um posicionamento à Cesp sobre a invasão do aeroporto desativado, em Rosana, mas, até o momento desta publicação, não obteve resposta.


G1.Prudente

Cuidado! Novo golpe no WhatsApp promete videochamada no app

Uol
Imagens: Reprodução

Golpe_WhatsApp - Foto : Reprodução
Não se deixe enganar pela falsa promessa da ativação de vídeochamada no WhatsApp. O golpe não é tão novo, mas voltou a circular no app de bate-papo, segundo a empresa de segurança digital ESET.

O objetivo dos cibercriminosos é iludir as vítimas para direcioná-las a sites de publicidade e forçá-las a realizar o download de aplicações maliciosas. 

Com o título em negrito "WhatsApp começa a liberar vídeochamdas", a mensagem inclui um link falso que promete a ativação do recurso.

Para que a ação seja mais efetiva e engane o maior número de usuários, os cibercriminosos usaram um falso domínio "xxx.whatsapp.com". Mas, ao clicar no link, a vítima é levada para uma página em que o golpe é efetivado.

Nessa etapa, a vítima é avisada de que para ativar a videochamada é necessário compartilhar a mensagem com cinco amigos e em cinco grupos diferentes do WhatsApp. Ao realizar a ação e compartilhar o link com seus contatos, o usuário é informado de que deve enviar para mais contatos.

Após realizar o compartilhamento, o navegador da vítima é direcionado para uma página de publicidade, que funciona de forma randômica a cada acesso, onde é feito o download de uma aplicação maliciosa no equipamento do usuário, sem que ele perceba. Além disso, a cada acesso ao conteúdo publicitário, os cibercriminosos recebem uma comissão pela visualização do conteúdo.

WhatsApp como isca
Nos últimos meses, empresas de segurança digital têm identificado uma série de golpes aplicados pelo WhatsApp. Em geral, o modo de atuação é bem parecido e tem como objetivo enganar o maior número de pessoas com promessas de promoções e serviços exclusivos.

"Golpes no WhatsApp estão cada vez mais frequentes. Os cibercriminosos utilizam a engenharia social para chamar a atenção dos usuários e persuadi-los a divulgar informações pessoais, compartilhar contatos e acessar conteúdos maliciosos", afirma Camillo Di Jorge, presidente da ESET.

Segundo ele, as pessoas que utilizam o WhatsApp precisam ficar atentas aos conteúdos que recebem. "A melhor forma de evitar problemas é ter uma solução de segurança instalada no smartphone e não clicar em links que prometem promoções, jogos ou novas aplicações", reforça o especialista.  

Pai e filho são presos após descoberta de esconderijo de armas

Homens, de 53 e 22 anos, foram detidos nesta quinta-feira (25), em Indiana.Investigadores desconfiaram da cor do rejunte do piso da cozinha.

Pai e filho foram presos em flagrante por posse irregular de arma de fogo nesta quinta-feira (25), no Centro de Indiana. De acordo com a Polícia Civil, duas espingardas foram localizadas em um esconderijo no chão da cozinha da casa da família.

A Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) informou que recebeu informações de que em uma residência haveria a comercialização de drogas e que os moradores possuíam armas de fogo.
Em cumprimento a um mandado de busca domiciliar, expedido pelo Fórum da Comarca de Martinópolis, os policiais foram até o imóvel. Em buscas no interior da casa, a polícia averiguou, após puxar a geladeira para frente, que havia um piso que tinha o rejunte com coloração diferente dos demais.

Então, os investigadores retiraram o rejunte e o piso e descobriram que havia um compartimento no "solo envolto por um tubo de PVC e dentro de referido esconderijo foram encontradas duas espingardas de caça em pleno funcionamento".

"Em prosseguimento nas buscas, os policiais encontraram um pequeno botijão de cor preta, o qual gerou suspeita, pois, ao ser observado, verificou-se que aparentava ser cortado ao meio, sendo que ao ser mexido no registro do mesmo constatou-se que havia um sistema com parafuso que abria o mesmo, sendo possível a guarda de objetos ilícitos em seu interior", afirmou a Polícia Civil.
Também conforme a Dise, nos pertences dos dois homens foram encontrados "alguns apetrechos para fracionamento e embalagem de drogas".

O pai, de 53 anos, e o filho, de 22, foram levados para a Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes, em Presidente Prudente, e presos por posse irregular de arma de fogo.

G1.Prudente


Presos do semiaberto realizam pintura do Fórum de Presidente Prudente

Trabalho auxilia na reintegração social de nove sentenciados.Atividades devem ser finalizadas nesta sexta-feira (26).

Nove presos do anexo semiaberto da Penitenciária Wellington Rodrigo Segura, localizada no distrito de Montalvão, em Presidente Prudente, desenvolvem um trabalho de pintura externa do prédio do Fórum da Justiça Estadual na cidade. Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP), os trabalhos foram solicitados pelo juiz diretor do Fórum, Antônio Roberto Sylla, e devem ser finalizados nesta sexta-feira (26).

O magistrado afirmou ao G1 que a atividade de manutenção foi realizada mediante convênio firmado com a penitenciária e que traz benefícios para as duas instituições. “Por parte do Fórum, não precisamos gastar com a mão-de-obra para a realização da pintura. Já com relação aos presos, como a lei determina que sentenciados do regime semiaberto devam trabalhar e, a cada três dias de trabalho é diminuído um dia da pena, demos a eles a esperança de cumprir esse período mais rápido”, explicou Sylla.

Ainda conforme o juiz, as atividades também favorecem o processo de ressocialização dos presos.
“Com isso, podemos mostrar que o trabalho é digno e que tanto a Justiça quanto a penitenciária depositaram uma confiança neles para a realização dessa obra. Nosso desejo é de que, após eles saírem da unidade prisional, possam trabalhar e nunca mais voltar para lá”, pontuou o magistrado.
Conforme o diretor técnico substituto da penitenciária, Maurílio Ferreira de Souza, os sentenciados que desenvolvem a pintura do Fórum foram selecionados por já desenvolverem trabalhos de manutenção na unidade. “Eles já possuem conhecimento na área de pintura, porém, em estruturas pequenas. Esse trabalho possibilitou a prática de desenvolver um conhecimento a mais, através da pintura em altura, com andaimes”, explicou.

Souza relatou ao G1 que a ação executada proporciona a possibilidade de os presos se sentirem úteis prestando um serviço para a sociedade. “É uma maneira de incentivo para a reintegração social. Após o término da pintura, eles serão alocados em outras atividades na unidade prisional”, contou.
Ainda conforme o diretor, o trabalho de pintura é realizado das 7h30 às 17h com parada para almoço e lanche da tarde, oferecidos pela unidade prisional. As atividades são acompanhadas por um funcionário da penitenciária que também possui conhecimento na área de pintura.

G1.Prudente

Homem morre após tombamento de caminhão canavieiro em Narandiba

Vítima, de 55 anos, conduzia o veículo, que tombou em estrada de terra.Acidente foi na manhã desta quinta-feira (25), na zona rural.

Um motorista de 55 anos morreu após o tombamento de um caminhão carregado com cana-de-açúcar, por volta das 7h desta quinta-feira (25), em Narandiba. De acordo com as informações da Usina Cocal, o funcionário seguia por uma estrada de terra na zona rural que dá acesso à unidade, quando o veículo tombou.
A empresa informou que ainda não sabe as razões do tombamento e que tanto o funcionário quanto o caminhão estavam em "situação regular". A usina relatou que, após o tombamento, o motorista foi localizado fora do veículo, mas ainda não é possível concluir se o trabalhador foi arremessado ou se ele se jogou da cabine.
Quando foi encontrado no local do acidente, o homem estava encoberto até o peito por terra, segundo a empresa.
O homem foi socorrido pela ambulância da Cocal ainda com vida e encaminhado para atendimento inicial no município, mas não resistiu e morreu. A usina salientou ao G1 que vai aguardar os laudos da perícia, que apontarão as causas do acidente, e que é uma "tragédia perder um colaborador desta forma".
O Corpo de Bombeiros foi acionado e confirmou que a própria usina socorreu a vítima com uma ambulância da empresa. Por isso, os bombeiros não chegaram a ir ao local.

O homem, que era morador de Nantes, foi encaminhado a uma unidade do Programa Saúde da Família (PSF), porém, de acordo com as informações do local, ele chegou à instituição já morto. O corpo da vítima permaneceu no local até posterior encaminhamento ao Instituto Médico Legal (IML).
A Polícia Civil foi acionada para comparecer à usina e apurar o ocorrido.
(Com a colaboração de Thiago Morello, da TV Fronteira).

G1.Prudente


TRE cassa mandato de vereador de Estrela do Norte por infidelidade

Parlamentar foi eleito em 2012 pelo PSDB e migrou para o PTB.Julgamento aconteceu na sessão desta quinta-feira (25).

O Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo (TRE), na sessão desta quinta-feira (25), decretou a perda do mandato, por infidelidade partidária, do vereador Valterlene Rodela, de Estrela do Norte. Ele foi eleito em 2012, pelo PSDB, mas deixou a legenda e migrou para o PTB.

A defesa do vereador, de que houve grave discriminação pessoal contra o político, caracterizada por ameaças do presidente do PSDB para expulsá-lo do partido, não convenceu o TRE.

Os magistrados entenderam que a prova apresentada de um suposto documento de expulsão de Valterlene Rodela do partido não é válida, uma vez que foi comprovado, por laudo da Polícia Federal, que a assinatura do presidente do PSDB foi falsificada, segundo o TRE.

Para o relator do processo, juiz Costa Wagner, as desavenças internas caracterizam meros conflitos partidários, que não legitimam a justa causa para deixar o partido.

Ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília (DF), contra a decisão do TRE.

Outro lado
O advogado Sidney Duran Gonzalez, que atua na defesa de Valterlene Rodela, informou ao G1 que prefere não se manifestar a respeito do caso até que a decisão do TRE seja publicada oficialmente.

G1.Prudente

Aniversariantes do Dia

 Alexander Goes

 Aparecida Carvalho

 Gilliard Andrade

 Gilliard Elaine

 Lais Roberta

 Maria Aparecida

 Sueli Cabral Nunes

Wescley Sandra Ramalho

Bom Dia



25 de agosto de 2016 
Veículo capota duas vezes, bate em carro e para sobre motocicleta
Postado por Jessica Silva

Veículo capotou duas vezes e parou em cima de uma motocicleta (Foto: Adriano Fernandes)Veículo capotou duas vezes e parou em cima de uma motocicleta (Foto: Adriano Fernandes)
Após se envolver em um acidente de trânsito, um veículo capotou duas vezes, bateu em outro carro e parou em cima de uma motocicleta, que estava estacionada na calçada. A ocorrência foi por volta das 15h desta quinta-feira (25), no cruzamento das ruas Evaristo Costa e Eunice Weave, no bairro Santo Antônio, em Campo Grande.
De acordo com a comerciante Daiane Lopes, 28, ela conduzia um veículo Celta, de cor vermelha, seguia pela rua Eunice Weave, no sentido bairro-centro, quando no cruzamento com a rua Evaristo Costa, um Fiesta prata bateu em suas rodas traseiras, provocando a capotagem.
Daiane sofreu escoriações pelo corpo e precisou ser levada pelo Corpo de Bombeiros para o UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Vila Almeida. Já o condutor do Fiesta chegou a descer do veículo e aparentava ter entre 18 e 20 anos.
Porém, quando seu pai, que se identificou como policial militar, chegou no local do acidente os dois alegaram que buscariam documentos e não retornaram até o momento em que a reportagem saiu.
Condutor não vê placa de 'pare', invade preferencial e causa acidente
Postado por Jessica Silva

O impacto destruiu a frente do veículo vermelho. (Foto: Marcus Moura)O impacto destruiu a frente do veículo vermelho. (Foto: Marcus Moura)
falta de sinalização pode ter sido a causa de um acidente na rua Goiás esquina com a rua General Odorico Quadro. Os veículos modelo Vectra e um Gol bateram no cruzamento das ruas, por volta das 13h e apesar de ninguém ter se ferido, os carros ficaram bastante danificados.
A dona de casa Aliete Tavares viu o acidente e conta que o Gol seguia pela rua Goiás quando o Vectra invadiu a preferencial e bateu na lateral do Gol. Com o impacto, o veículo bateu de frente com uma caçamba de entulho depositada na rua General Odorico Quadros.
O impacto foi tão forte que amassou toda frente do Gol, mas ninguém ficou ferido. Apesar de a rua Goiás ser preferencial, ocupantes dos veículos questionaram a falta de sinalização no cruzamento, que não tem placas de Pare e nem texto no chão.
A motorista do Gol, Janeti Pereira, 31, disse que sempre realiza esse percurso para deixar sua filha na escola e que hoje foi surpreendida com o ocorrido. Segundo ela, foi tudo tão rápido que ela nem conseguiu acionar os freios. 
O juizado de trânsito foi acionado para mediar um acordo.

Justiça Eleitoral indefere três candidaturas a vereador em Nova Andradina

Da Redação
Imagens: Arquivo/Jornal da Nova

As informações estão no site do TRE/MS - Foto : Arquivo/Jornal da Nova
A Justiça Eleitoral, por meio do Sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais, noticiou o indeferimento de três pedidos de registro de candidaturas a vereador em Nova Andradina.

Até o momento, estão indeferidas as candidaturas de Lacerda (PROS), Guilherme Bombom (PT) e Glauco Lourenço (PSDB). Agora, os candidatos devem ingressar com recurso para tentar assegurar suas respectivas participações no pleito.

Dentre os 103 pedidos de registro formalizados à Justiça Eleitoral, seis ainda aguardam julgamento: Marcelo Durau (PDT), Professor Adevair (PDT), Valmir (PDT), Edigar Fonseca (PDT), Emerson (PDT) e Tomaz (PV).

Por outro lado, todos os demais pedidos já foram deferidos, assim como dos cinco candidatos a prefeito e seus respectivos candidatos a vice. 

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Justiça bloqueia bens de delegado e de servidora da Prefeitura de Primavera

Segundo o MP, policial autorizava horas extras não cumpridas pela funcionária

Da Redação, com MPE-SP

A pedido da Promotoria de Justiça de Rosana (SP), a Justiça bloqueou os bens do Delegado de polícia de Rosana, Antenor Brolezzi da Trindade e da servidora Leonice Nogaroto Magri Maldonado. A sentença, do último dia 9, da 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, foi obtida em agravo de instrumento interposto pelo MP contra decisão de primeiro grau em fevereiro.

De acordo com a ação, a servidora, que pertence aos quadros da prefeitura municipal, mas presta serviços na Delegacia de Primavera, estaria cumprindo aproximadamente, de 50 a 60 horas extras mensais, sendo que, no entanto, raramente ficava trabalhando além de sua jornada normal de trabalho. O Delegado, encarregado de fiscalizar o horário da funcionária, assinava seu ponto concordando com tais encargos, mesmo sabendo serem indevidos.

A reportagem do Jornal da Nova tentou contato com o Delegado Antenor e servidora Leonice, porém, não foram encontrados até o fechamento do texto.

Acidente entre carro e moto 





mata 




mulher no Centro de Dracena


Batida lateral foi registrada na Avenida Presidente Roosevelt.
Vítima chegou a ser socorrida em estado grave e inconsciente.

Do G1 Presidente Prudente
Uma batida entre um carro e uma motocicleta, no Centro de Dracena, matou uma mulher de 46 anos. O acidente foi na madrugada desta quinta-feira (25), por volta da 1h05, na Avenida Presidente Roosevelt, conforme a Polícia Militar.
A motorista do veículo, de 55 anos, conduzia um Ford Fiesta. Ela relatou à polícia que a motocicleta trafegava na contramão quando houve a batida lateral.
Ainda de acordo com a PM, a motociclista foi socorrida inconsciente e levada pelo Corpo de Bombeiros para o Pronto Atendimento Municipal.
Segundo a Santa Casa, a vítima deu entrada na unidade em estado grave e morreu por volta das 6h.
A perícia foi acionada e vai apontar as causas da batida. O caso foi registrado na Polícia Civil.