.

.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

NOSSA! SE A MODA PEGA...

"Pente-fino" flagra funcionários fantasmas e bloqueia salário de 114 servidores estaduais

Por: Dourados News
 O governo do Estado encontrou servidores fantasmas entre os cedidos para diversas instituições em Mato Grosso do Sul. Os dados foram obtidos por meio do recadastramento exigido pela nova gestão, de Reinaldo Azambuja (PSDB).
De acordo com o jornal Midiamax, o secretário de Administração do Estado, Carlos Alberto de Assis, disse que o governo já conseguiu localizar todos os cedidos durante a administração anterior, ainda que tenha sido preciso bloquear o salário de 114 que não fizeram o recadastramento.
O secretário explica que hoje o governo sabe onde estão todos os cedidos, mas admite que uma “meia-dúzia” não cumpria expediente. “Hoje eles estão trabalhando, mas encontramos uma meia-dúzia ai que não trabalhava. Alguns continuaram cedidos por conta da necessidade e outros voltaram para o local de trabalho”, contou.
A atualização cadastral ainda não terminou por conta dos professores e de inativos, que têm dificuldade maior para o acesso ao portal do governo do Estado. Porém, em pouco tempo o governo espera ter uma visão geral da formação e ficha completa dos servidores.
“O objetivo é ver onde precisa atualizar e reforçar o servidor já em 2016. Com os dados podemos identificar quantos serão aposentados e quais concursos precisamos abrir, por exemplo”, justificou Assis. O secretário espera receber todos os dados em mãos até o dia 10 de julho.

Caminhoneiros do Oeste Paulista devem 'sofrer' com alta dos pedágios

Reajuste nas tarifas começará a valer nesta quarta-feira (1º).
Medida foi divulgada no Diário Oficial do Estado no sábado (27).

Jonathan OliveiraDo G1 Presidente Prudente
O número de feridos também diminuiu; são 45 neste ano. (Foto: Vinícius Pacheco/G1)Aumento no pedágio pode chegr a 8,47 %
(Foto: Vinícius Pacheco/G1)
Os pedágios das rodovias administradas por empresas privadas no Estado de São Paulo ficarão mais caros a partir desta quarta-feira(1º). As tarifas deverão subir de 4,11% ou 8,47%, segundo publicação do Diário Oficial deste sábado (27). O reajuste é válido para carros, ônibus e caminhões. No Oeste Paulista, de acordo com o economista Moisés Martins, uma das categorias afetadas pelo aumento é a dos caminhoneiros, com reflexo para toda a população.
O economista conta que esse aumento está ligado à "crise" que o país vive, que é a pior dos últimos 20 anos. “O aumento nos preços do pedágios é inoportuno. Hoje, nós precisamos que o governo tente segurar os impostos e não repasse os valores dessa queda na economia para a população”, comenta.
Martins diz que com o aumento nos valores cobrados nos pedágios, o frete cobrado pelos caminhoneiros poderá subir, com isso, os preços para o transporte de cargas aumentarão, o que prejudica o consumidor final. “Isso pode prejudicar até os agricultores, pois ficará mais caro transportar produtos como tomates, verduras e legumes”, explica.
Os valores, para o aumento do preço dos pedágios, foram calculados de acordo com as variações do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) ou do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), no período de julho de 2014 a maio de 2015.
Na região existem praças de pedágio em Presidente Bernardes, Caiuá, Regente Feijó e Rancharia.
Em Presidente Bernardes, o valor da tarifa cobrada para motos será de R$ 3,15 e para veículos de passeio e caminhões, por eixo, será de R$ 6,30. Na praça de pedágio em Caiuá, a tarifa cobrada para motos será de R$ 2,15 e para veículos de passeio e caminhões, por eixo, será de R$ 4,30.
Nas praças de pedágio de Regente Feijó e Rancharia, a tarifa cobrada para motos será de R$ 2,85 e para veículos de passeio e caminhões, por eixo, será de R$ 5,70.
Artesp
Em nota, a Agência de Trasporte do Estado de São Paulo (Artesp) explica que pedágio é o principal recurso para manter as rodovias concedidas. Somente a operação e conservação da malha rodoviária paulista sob concessão custa, em média, R$ 190,7 milhões por mês.
A nota informa que em obras de ampliação da malha rodoviária paulista, foram investidos mais de R$ 9 bilhões desde 2011. E desde o início do Programa de Concessões Rodoviárias paulista, em 1998, até abril de 2015, as pistas já receberam mais de R$ 82,4 bilhões em obras, conservação e melhorias. Verbas essas provenientes das tarifas de pedágio, sem nenhum centavo dos cofres públicos.

VELOCIDADE ACIMA DOS LIMITES

29/06/2015 15h21

Motorista de Cristiano Araújo admite velocidade acima do limite, diz polícia

Da Redação
Imagens: Reprodução/TV Anhanguera


O motorista Ronaldo Miranda de 40 anos, que conduzia o carro durante o acidente que matou o cantor Cristiano Araújo de 29 anos, confirmou à Polícia Civil que seguia acima da velocidade máxima permitida no trecho da BR-153, em Goiás, que era de 110 km/h. Além disso, segundo o delegado Fabiano Henrique Jacomelis, responsável pelas investigações, o condutor afirmou que perdeu o controle do carro depois que um dos pneus estourou.


“Ele disse que estava correndo um pouco, mas não soube precisar exatamente qual era a velocidade no momento do acidente, já que o carro era muito potente e ele não percebeu o excesso. Ele também informou que ouviu um barulho de pneu furado e, em seguida, perdeu o controle”, relatou o delegado ao “G1”.

O acidente aconteceu na madrugada do último dia 24, quando o sertanejo voltava de um show em Itumbiara, no sul do estado. Além de Ronaldo e de Cristiano, a namorada do músico, Allana Moraes de 19 anos, seguia no veículo e morreu. Um dos empresários do cantor, Victor Leonardo, também ficou ferido.

O condutor perdeu o controle da direção 21 minutos após o grupo fazer uma parada em um posto de combustíveis, a cerca de 57 km do local do capotamento. O físico Reges Guimarães analisou a velocidade média feita pelo carro com base no horário das imagens de uma câmera de segurança. "Ele fez uma velocidade média de 162 km/h", diz

domingo, 28 de junho de 2015

Policial Civil é morto a tiros na fronteira


Da Redação
Imagens: Divulgação/A Gazeta News


O poliicial foi morto a tiros em frente a sua residência - Foto : Divulgação/A Gazeta News

O policial civil Nivaldo José dos Santos, foi morto a tiros no final da tarde deste domingo (28), em Tacuru, cidade que faz fronteira com o Paraguai. O crime acontece em frente a sua residência.

A dinâmica dos fatos ainda não foi fornecida pela polícia, que estão em diligências para prender o suspeito de ser o autor do crime. Mas segundo um policial, em um bar próximo da residência do policial, o autor teria efetuado disparos contra uma pessoa e ao sair do local, o policial teria abordado o rapaz e na hora da imobilização, o suspeito teria entrado em vias de fato com o policial e com a própria arma do policial efetuou disparos contra ele. Em seguida fugiu.

Equipes policiais da região de fronteira estão indo para o local para ajudar nas buscas do autor do crime. Segundo “A Gazeta News”, o autor já foi identificado. O policial era casado e deixa filhos.

Uma equipe de peritos da Delegacia Regional de Polícia Civil de Ponta Porã também se deslocou para 








Menor é apreendida por tráfico em Epitácio

A jovem pegou a droga em Ponta Porã e tinha como destino a capital paulista

Da Redação
Imagens: PMR-SP/Divulgação

Foram encontrados com cerca de três quilos de haxixe com a garota - Foto : PMR-SP/Divulgação
Uma adolescente de 15 anos foi apreendida por tráfico de drogas e uso de documento falso, por volta das 3h45 deste domingo (28), na rodovia Raposo Tavares em Presidente Epitácio (SP). A apreensão foi realizada pela PMR (Polícia Militar Rodoviária) no km 648.

A PMR abordou um ônibus que faz linha Bela Vista a São Paulo (SP), quando em vistoria e, em conversa com a adolescente, perceberam que ela aparentava nervosismo além de responder as perguntas contraditórias.

Na bolsa da jovem, os policiais encontraram dois tabletes de haxixe e sete porções de maconha. Aos policiais ela teria dito que recebeu os entorpecentes em Ponta Porã e levaria até ao terminal rodoviário da Barra Funda em São Paulo (SP), onde receberia R$ 500 pelo serviço. Na hora da abordagem, a moça apresentou um RG de outra pessoa. O haxixe pesou três quilos e a maconha 28 gramas.

A ocorrência foi apresentada na Delegacia de Polícia local, juntamente com o Conselho Tutelar.

Palmeiras vence São Paulo por 4 a 0 no Allianz Parque

Palmeiras e São Paulo voltaram a se enfrentar no Allianz Parque, desta vez pelo Campeonato Brasileiro, em partida realizada neste domingo (28) no Allianz Parque, com a vitória palmeirense por 4 a 0.


O Palmeiras vai a 12 pontos ganhos com este resultado e se afasta da zona de rebaixamento. Com 17, o São Paulo não consegue retomar a liderança do campeonato.

Os primeiros minutos de partida foram equilibrados, com o Palmeiras tentando brigar pela posse de bola e o São Paulo conseguindo avançar em velocidade para o ataque. Aos 18, Alexandre Pato ganhou a bola na esquerda e passou pela defesa antes de finalizar e acertar a trave.

O Palmeiras abriu o placar aos 31 minutos com Leandro Pereira, que recebeu passe de Egídio e arriscou o chute de primeira, que desviou em Souza antes de Rogério Ceni tentar a defesa, sem sucesso.

Victor Ramos teve a chance de aumentar o placar aos 33, em cabeceio após cobrança de escanteio, mas a bola bateu no travessão. Aos 40, também após escanteio, o zagueiro palmeirense conseguiu acertar a tentativa de cabeça e aumentou a vantagem palmeirense.

No começo do segundo tempo, Egídio colocou a bola na cabeça de Victor Hugo e a bola tocou na trave de Rogério Ceni. O Palmeiras apostava no contra-ataque e aos 13 minutos, Arouca recebeu de Dudu e acionou Egídio, que partiu pela esquerda e cruzou para Rafael Marques, sozinho, finalizar e marcar o terceiro gol palmeirense no jogo.

Em outra jogada pela esquerda, Egídio recebeu de Lucas e cruzou a bola na área. Cristaldo apareceu no meio da defesa para desviar de cabeça e aumentar a vantagem palmeirense no Allianz Parque.

O São Paulo tentava reagir, mas não conseguia ter a chance de finalizar. O Palmeiras administrou o resultado até o apito final e saiu de campo com a importante vitória.

Revoltado, jovem mata, carboniza e esconde corpo de irmã de 24 anos

Da Redação
Imagens: Divulgação


Jovem de 18 anos matou irmã depois de discussão por internação em clínica - Foto : Divulgação

Um crime brutal chamou atenção da polícia e de moradores de Ponta Porã, cidade que faz fronteira com o Paraguai, neste sábado (27). Um jovem de 18 anos matou a própria irmã, carbonizou e escondeu o corpo em mata. O rapaz foi preso.

Segundo o registro policial, vizinhos de Lucinete de Oliveira de 24 anos, deram falta da jovem na tarde de ontem, ela vivia no assentamento Itamarati.

Os vizinhos começaram a procurar a jovem e acabaram encontrando um corpo escondido em uma mata próxima da casa da vítima.

Equipes policiais foram acionadas e chegando lá, encontraram o corpo totalmente carbonizado. A vítima estava aproximadamente 10 metros de onde provavelmente foi queimada. Tudo indica que ela foi morta e ainda arrastada para dentro do mato.

Os policiais acabaram chegando ao autor do crime, Gelson de Oliveira Ximenez de 18 anos e irmão da vítima.

Segundo relatos do próprio jovem à polícia, houve discussão entre os dois na noite anterior porque o rapaz, que é dependente químico, recusou-se a permanecer internado em uma clínica de recuperação da Capital.

Conforme o "Correio do Estado", na casa do jovem, a polícia encontrou uma faca de açougueiro suja de sangue e também uma foice, provavelmente as armas usadas no crime.

O caso foi registrado como feminicídio, destruição e ocultação de cadáver, na 1ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã. Gelson permanece preso

UM DOS VEÍCULOS É DE PRESIDENTE EPITÁCIO

Após colisão, motorista perde controle e atinge parede de loja

Com a batida, Fox subiu em calçada do Centro de Pres. Prudente.
Acidente foi por volta das 9h15; ninguém se feriu.

Mariane PeresDo G1 Presidente Prudente
Um acidente entre dois carros foi registrado pela Polícia Militar, por volta das 9h15 deste domingo (28), no Centro de Presidente Prudente. Conforme as informações da ocorrência, com a colisão, a motorista de um dos veículos perdeu o controle da direção e subiu na calçada, atingido a parede de uma loja. Ninguém se feriu.
Acidente foi neste domingo (28), por volta das 9h15 (Foto: Mariane Peres/G1)Acidente foi neste domingo (28), por volta das 9h15
(Foto: Mariane Peres/G1)
De acordo com o boletim, um Fiesta, com placas de Presidente Epitácio, seguia pela Rua Major Felício Tarabay, quando ao chegar no cruzamento com a Rua Barão do Rio Branco, houve o acidente com o Fox, com placas de Presidente Prudente, que seguia por esta via.
O motorista do Fiesta, um homem de 50 anos, alegou em depoimento à polícia que o outro automóvel transitava em “alta velocidade”, em sentido a Avenida Coronel José Soares Marcondes.

Já a condutora do Fox, de 41 anos, relatou que o primeiro veículo não obedeceu a ordem de parada e ficou no meio da via, que era sua preferencial.
Ninguém ficou ferido e a via não foi interditada.

DINHEIRO NO BOLSO DA CAMISA AMORTECEU A BALA

G1

Maço com R$ 190 ajudou comerciante atingido por disparo em Araras - Foto : Ely Venancio/EPTV
Câmeras de segurança instaladas dentro de um comércio de Araras (SP) registraram o momento em que dois suspeitos armados entram no local para assaltar e disparam contra o dono do estabelecimento, que foi atingido no peito. Um maço de dinheiro que ele carregava no bolso da camisa ajudou a amortecer o impacto da bala, segundo a Polícia Militar. A ação aconteceu na noite de sexta-feira (26) no Jardim Copacabana. A dupla fugiu.

Para a família, o maço formou uma espécie de barreira e impediu que a bala atingisse o coração. Sueli de Assis de Braga, irmã da vítima, contou ao G1 que valor do maço de dinheiro não era alto, cerca de R$ 190 em notas de R$ 2, R$ 5 e R$ 10. Ela, que trabalha com o irmão há cinco anos no depósito de bebidas, disse que tinha ido embora antes do assalto.

Mauro Moreira de Assis de 56 anos, foi socorrido para a Santa Casa, onde permanece internado no CTI (Centro de Tratamento Intensivo). Apesar de não ter atingido nenhuma veia importante, a bala perfurou o pulmão. Neste sábado (27), os médicos pararem de dar sedativos, mas a vítima ainda respira com a ajuda de aparelhos. “O maço de dinheiro desviou a bala favoravelmente”, disse o médico responsável pelo atendimento Henrique Cataldo.

Ação
O comerciante comia um lanche em um canto da loja. O depósito estava vazio. Dois homens chegaram a pé. Um deles foi em direção ao caixa e subiu no balcão. O comerciante se assustou e correu. O outro suspeito tirou uma arma de dentro de uma caixa e disparou quase à queima a roupa. A vítima deu alguns passos e caiu.

Após o disparo, os ladrões pegaram uma quantia em dinheiro do caixa, alguns produtos e fugiram a pé. Pessoas que passavam na rua ouviram o barulho do disparo e chamaram o socorro.

Investigação
O delegado Tabajara Zuliani Santos afirmou que a Polícia Civil irá investigar o crime. Segundo ele, a perícia esteve no local para levantar informações que possam ajudar a identificar e prender os assaltantes.

A Polícia Militar de Araras (SP) afirmou que faz rondas frequentes pelo bairro para tentar coibir ações como essas e que tanto comerciantes quanto populares podem acionar a corporação por meio do 190 quando virem ou notarem algo suspeito.

sábado, 27 de junho de 2015

BRASIL ESTÁ FORA. QUE VEXAME!!!

A coisa está feia

Futebol 
COPA AMÉRICA
BRASIL DECEPCIONA DE NOVO
plantão/blog do toninho

De novo a Seleção Brasileira decepciona os torcedores com derrota nos pênaltis para o Paraguai na Copa América. O time está fora dos jogos semifinais e da disputa do título. Fez uma apresentação razoável no primeiro tempo com gol de Robinho. No segundo tempo recuou, deu espaço para os paraguaios e numa falha infantil do zagueiro Thiago Silva, colocando a mão na bola em lance aéreo dentro da área, acabou cedendo o empate. Nos pênaltis, dois jogadores brasileiros desperdiçaram as cobranças. O Paraguai teve maior eficiência e segue na competição.

Nota da redação
Chega às vias do ridículo os elencos que vêm sendo formados para Seleção Brasileira nos últimos tempos. Jogadores que a gente não conhece. Convocação sem critério, como as dos zagueiros e meios campistas que nos envergonharam na copa. Amistosos com times inexpressivos, onde os convocados desconhecidos jogam com facilidade. Quando o jogo é com um time de melhor qualidade, aparecem as falhas e a mediocridade dos jogadores, comissão técnica e do próprio Dunga. É um time de Gilmar Rinaldi, empresário de jogadores. Lamentável. 

Também, o que se pode esperar de uma CBF em que o ex-presidente se encontra preso por suspeita de corrupção e o outro vive apavorado na espera do desenrolar das ocorrências policiais promovidas em torno da Fifa. 

Daqui a pouquinho

Brasil x Paraguai: quartas de final da Copa América é celebrada em Doodle

Anna Kellen Bull
por 
Da redação

Quartas de final da Copa América 2015, Brasil x Paraguai, é homenageada em Doodle do Google (Foto: Divulgação/CBF)

O Brasil enfrenta o Paraguai nas quartas de final da Copa América 2015, neste sábado (27). Para comemorar o jogaço, o Google fez uma homenagem às seleções em sua página principal. A partida, que começa às 18h30, define quem ganha uma vaga na semifinal do campeonato sul-americano. O vencedor do torneio, que reúne grandes nomes do futebol como Lionel Messi, é classificado para a Copa das Confederações Fifa de 2017, na Rússia.
O Doodle é composto por uma bela arte que traz as duas seleções, uma bola e também um "segredo". Em sua página oficial, o Google explica que para jogar futebol são necessários três ingredientes. Além da bola e de duas equipes, há um elemento extra que transforma um simples jogo em magia. Segundo a gigante de buscas, se você olhar a imagem de perto vai encontrar todos os três componentes na homenagem de hoje.
A Copa América começou com 12 equipes e, após as eliminações, ficaram apenas oito na disputa pela semifinal. Já existem três times semi-finalistas: Chile, Peru e Argentina. O jogo do Brasil, que ocorre no Estádio Municipal de Concepción, no Paraguai, é o último das quartas de final. Quem vencer hoje vai enfrentar a seleção do Messi no dia 30 de junho. 
Esta etapa do campeonato é considerada mais definitiva para o Brasil do que para qualquer outra equipe participante. De oito edições da Copa América com o atual formato, a seleção brasileira participou de cinco finais e venceu quatro. Porém, nas outras três ela foi desclassificada nas quartas de final. Inclusive, em 2011, o time nacional perdeu em uma disputa de pênaltis justamente para o Paraguai - o seu adversário de hoje.

Agente penitenciário vendia drogas dentro de presídio

Correio do Estado
Imagens: Gisele Mendes/Correio do Estado

Delegados de Polícia Civil Ailton Pereira e Thiago Passos - Foto : Gisele Mendes/Correio do Estado
O agente penitenciário, Leandro Costa de 36 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (26), em Três Lagoas, suspeito de vender drogas no Presídio de Segurança Média do município. O caso chegou à Polícia Civil por meio de denúncia anônima.

Em coletiva com a imprensa realizada na tarde desta sexta na sede do setor de SIG (Serviços de Investigações Gerais), os delegados Ailton Pereira e Thiago Passos, disseram que souberam que o agente comercializava drogas há alguns dias e, desde então, foram iniciadas as investigações. “Nós passamos a segui-lo até que hoje o esperamos em frente ao presídio, já que sabíamos que era dia de ele trabalhar”, disse o delegado Ailton.

Conforme Ailton, o agente foi abordado e os policiais pediram para ver sua mochila. Inicialmente, ele tentou impedir que a bolsa fosse aberta alegando que era agente penitenciário e que precisava assumir o turno. “Insistimos em ver a mochila e logo encontramos alguns tabletes de maconha, um revolver calibre 38 e munições de uso restrito”, destacou.

Os policiais foram até a residência de Leonardo Costa, que os acompanhou, e encontraram mais maconha, além de fitas adesivas iguais as que foram utilizadas para embalar os tabletes de maconha. Ao todo, foram apreendidos 3,6 kg de maconha.

Costa trabalhava como agente penitenciário há 10 anos, sendo que sempre serviu em Três Lagoas. Ele é casado e não tem filhos. Conforme a Polícia Civil, ele já respondia a um processo na esfera civil por improbidade administrativa. A causa do processo ainda é desconhecida pela polícia.

O agente foi preso em flagrante por tráfico de drogas, porte de arma e porte de munições restritas. Ainda nesta sexta-feira ele será encaminhado centro de triagem da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) em Campo Grande. Se condenado, poderá pegar mais de 20 anos de prisão, conforme informaram os delegados.

Investigações continuam
De acordo com Ailton Pereira, as investigações continuam. A Polícia Civil quer saber se Leonardo Costa tem ligação com quadrilhas de tráfico ou com facções criminosas. O Presídio de Segurança Média também será investigado para averiguar se outros agentes estão envolvidos com práticas Ilícitas

Polícia localiza 247 tabletes de maconha em porta-malas de carro

Veículos não obedeceram ordem de parada e empreenderam fuga.Três pessoas foram detidas e encaminhadas à Polícia Federal.


Três homens foram detidos por tráfico de drogas após perseguição pela Rodovia Raposo Tavares, na madrugada deste sábado (27). O trio estava dividido em dois carros que foram apreendidos junto a 247 tabletes de maconha. A ação, que teve início em Presidente Epitácio, foi realizada pela Polícia Militar Rodoviária.

Conforme a corporação, uma equipe que estava na base de Presidente Epitácio percebeu uma "movimentação suspeita" relacionada a dois veículos, um Chevrolet Corsa e um Chevrolet Agile, ambos com placas de Campinas (SP).

Os policiais deram sinal de parada, porém, os condutores não obedeceram e empreenderam fuga pela rodovia. A equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), então, perseguiu os veículos, que foram alcançados próximo ao trevo de Piquerobi.

No interior do Corsa, utilizado como "batedor", havia dois homens, sendo um o "proprietário da droga", conforme a polícia. Ele alegou que pegou a droga no Paraguai e que a venderia em Americana (SP). Já no porta-malas do Agile, os policiais localizaram o entopecente, que totalizou 194,9 kg.

Os três foram levados para a Delegacia da Polícia Federal em Presidente Prudente. Os veículos e a droga ficaram apreendidos.
(Com informações de Lélio Ramos, da TV Fronteira)

G1.Prudente

Polícia Civil de Batayporã detém grupo acusado de furto

Ação resultou na prisão de um jovem e na apreensão de três adolescentes de 16 anos

Nesta quarta-feira (24), a Polícia Civil da cidade de Batayporã efetuou a prisão de um jovem de 21 anos, identificado como Luiz Felipe Lourezen de Souza, residente na cidade de Nova Andradina, e a apreensão de três adolescentes, todos de 16 anos. O grupo seria responsável por praticar um furto.

Segundo delegado Rafael Carvalho, a Polícia Civil tomou conhecimento de que o grupo havia furtado uma bicicleta em Batayporã e empreendido fuga em direção à cidade de Nova Andradina. 
 
De imediato, os policiais realizaram diligências e localizaram os rapazes nas proximidades de um posto de combustíveis, às margens da MS-276.
Durante a abordagem, o grupo teria confessado a autoria do delito e afirmou ter saído de Nova Andradina já com a intensão de praticar o furto de bicicletas. Todos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia e colocados à disposição da Justiça.

O delegado disse que as outras bicicletas utilizadas pelos acusados também são produtos de furto, provavelmente praticados na cidade de Nova Andradina. Uma das bicicletas consiste em um modelo esportivo, que geralmente tem alto valor de mercado.

“Se alguém constatar que é proprietário de alguma das bicicletas apreendidas, basta comparecer na Delegacia de Batayporã com a devida documentação para que possa reaver o bem furtado pelos autores”, explicou Rafael Carvalho. O telefone da Polícia Civil para mais informações é o (67) 3443-1268.

Nova News.

Após um ano da morte de Luana Barbosa, ato pede o fim da PM

Atriz morreu no dia 27 de junho de 2014, com um tiro dado por um policial militar, durante uma blitz em Presidente Prudente

Neste sábado (27), a morte da atriz e produtora cultural Luana Barbosa, conhecida como Lua, completa um ano. Ela morreu aos 25 anos, após ser baleada por um policial militar durante uma blitz, na Vila Formosa, em Presidente Prudente. Para lembrar a data, está marcado o ato artístico "Um ano sem Lua", na Praça Nove de Julho, no Centro, que também pedirá o fim da Polícia Militar e da Justiça Militar.

Até este sábado (27), houve vários capítulos deste caso, começando na manhã do dia 27 de junho de 2014. Luana estava na garupa de uma motocicleta, que era conduzida por seu namorado, o músico Felipe Barros. Ela levou um tiro na altura do tórax, disparado pelo cabo da Polícia Militar Marcelo Coelho, que participava da blitz na Avenida Joaquim Constantino. Ela chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Regional (HR), mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda no mesmo dia, foram dadas as versões para a tragédia. A do policial era de que Barros havia desrespeitado o sinal de parada e tentou fugir do bloqueio. Além disso, ele alegou que o motociclista teria jogado seu veículo contra outro policial. Nisso, conforme a versão, o capacete de Barros bateu na arma, que disparou e acertou Luana.

Já o namorado de Luana, disse que em nenhum momento tentou fugir da blitz, mas que não conseguiu parar a motocicleta no local indicado, pois estava com problemas no freio, e que iria parar mais adiante. Luana foi sepultada no dia seguinte, em Rancharia.

No dia 30 de junho, Marcelo Coelho, que havia sido preso pela PM, conseguiu um habeas corpus para responder ao processo em liberdade. Na época, foi informado pela Polícia Militar que ele seria encaminhado para o serviço administrativo no interior do quartel.

No dia 4 de julho, foi feito o primeiro ato em homenagem à atriz, no Centro de Presidente Prudente. Em diversos momentos, durante este um ano, familiares e amigos de Luana realizaram outros atos pedindo transparência nas investigações e justiça. Ainda em julho, os depoimentos das partes e testemunhas começaram a ser prestados na Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Arma não dispara sozinha

No mês seguinte, Barros e Coelho também deram depoimentos à Justiça Militar. No dia 20 de agosto, foi feita a reconstituição do crime, que durou cerca de cinco horas. Foram retratadas as versões das testemunhas, do cabo da PM e do namorado de Luana.

Já nas versões apresentadas, o delegado Matheus Nagano, responsável pelo caso, afirmou que havia contradições. Em novembro, a Polícia Civil recebeu um dos laudos cruciais no inquérito, que apontou que a arma usada por Coelho não disparava sozinha, ou seja, o gatilho foi acionado pelo policial.
Assim, em dezembro, Nagano concluiu o inquérito como homicídio doloso, na modalidade indireta, apontando o policial militar como culpado pela morte de Luana, mesmo que ele não tenha tido em si a intenção de matá-la. O caso foi encaminhado para a Vara do Tribunal do Júri, no Fórum de
Presidente Prudente, que aceitou a denúncia em janeiro deste ano.

Contudo, a absolvição de Marcelo Coelho foi dada pela Justiça Militar, que considerou o caso como homicídio culposo. Com duas conclusões diferentes, ficou para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília (DF), determinar qual o juízo competente para julgar a morte de Luana, o que ainda não teve um desfecho.

Em uma primeira decisão, o ministro Gurgel de Faria, do STJ, afirmou que não havia conflito de competência entre a Vara do Júri de Presidente Prudente e a 4ª Auditoria Militar do Estado de São Paulo sobre o julgamento do cabo Marcelo Aparecido Domingos Coelho, já que o magistrado não sabia sobre a decisão da Justiça Militar.
O advogado da família de Luana, Rodrigo Lemes Arteiro, entrou com embargo no STJ em março.

Demissão

No dia 15 de abril, uma portaria do Comando Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo anunciou a demissão do cabo Marcelo Coelho pelo “cometimento de atos atentatórios à instituição e aos direitos humanos fundamentais, consubstanciando transgressão disciplinar de natureza grave”, decisão contra a qual coube recurso.

Sem andamento

A advogada de Marcelo Coelho, Renata Camacho, relatou ao iFronteira que ainda não há um posicionamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e que não tem nada a comentar sobre o assunto.

O advogado da família de Luana, Rodrigo Lemes Arteiro, também informou ao iFronteira que o STJ ainda não decidiu sobre o conflito. "Está parado desde maio. Precisamos dessa decisão o quanto antes. O que poderíamos ter feito nós fizemos. Essa demora acaba sendo frustrante", enfatizou.
Já a Polícia Militar, por meio do coronel Francisco Batista Leopoldo Júnior, comandante do Comando de Policiamento do Interior (CPI-8) com sede em Presidente Prudente, informou ao iFronteira apenas que “o caso em questão ainda está sob apreciação da Justiça, Comum e Militar, não havendo, portanto, decisão em definitivo”.

Ato

O manifesto deste sábado (27) será às 10h, na Praça Nove de Julho, no Centro de Presidente Prudente. O ato está sendo divulgado nas redes sociais, em publicação que afirma que Luana foi "vítima de violência policial". "Nós, amigos, familiares e artistas de rua de todo o Brasil, gritaremos com nossa arte neste dia: Pelo fim da Polícia Militar e da Justiça Militar. Queremos uma política de segurança pública que respeite a vida, que respeite os direitos humanos", defende.

Na página da Federação Prudentina de Teatro e Artes Integradas (Fptai) no Facebook, é explicado que o ato acontecerá em diversos locais do país, com a participação da Rede Brasileira de Teatro de Rua (RBTR), "que por meio dos seus articuladores definiu este dia como Dia Nacional da Tomada do Brasil pelas Artes Públicas e contra a violência policial".

Na programação, consta a apresentação do espetáculo Blitz, às 10h. Às 11h, terá início o Ato Artístico Coletivo Galpão da Lua, também na Praça Nove de Julho. Depois, às 17h, no Galpão da Lua, tem o debate sobre "Violência Policial e Direito à Verdade". Para encerrar, às 20h, haverá o espetáculo "A Confissão de Leontina", no mesmo local, que fica na Vila Brasil, em Presidente Prudente.

Dia da Lua contra a Violência Policial

Na página do evento, ainda consta um manifesto da Rede Brasileira de Teatro de Rua (RBTR). No texto, é relembrada a morte de Luana pelo policial militar, que foi abordada de forma "tão equivocada quanto truculenta por uma blitz policial".

"Um disparo desnecessário, estúpido, gratuito, saiu da arma de um policial, como tantos outros, treinado para desconfiar das pessoas, para percebê-las como inimigos da lei e da ordem. Esse único disparo silenciou a voz e o sorriso de Luana", pontua a RBTR.

A rede ainda salienta que a Polícia Militar permanece em "estado de guerra contra trabalhadores e trabalhadoras, contra a juventude negra, as denominadas minorias e contra as camadas mais baixas da população".

O dia 27 de junho foi declarado pela RBTR como o Dia Nacional da Tomada do Brasil, com manifestações artísticas em diversos espaços. "Tomaremos nossas cidades, com arte, com música, com dança, com loucura, com afeto, com tambores, com liberdade, com bandeiras, com gritos, com festa, com troca e teatro", afirmou a rede.

Confira abaixo o manifesto na íntegra.

"Manifesto da RBTR

Dia da Lua contra violência policial!

TOMAR O BRASIL! TOMAR AS RUAS!

A violência institucionalizada pelo Estado fez mais uma vítima: a atriz, palhaça e produtora cultural Luana Barbosa. No dia 27 de junho de 2014, a jovem Lua preparava-se para comemorar seus 25 anos de idade, recém completados, quando ela e seu namorado foram abordados de forma tão equivocada quanto truculenta por uma blitz policial, na cidade de Presidente Prudente. Um disparo desnecessário, estúpido, gratuito, saiu da arma de um policial, como tantos outros, treinado para desconfiar das pessoas, para percebê-las como inimigos da lei e da ordem. Esse único disparo silencio a voz e o sorriso de Luana.

Lua Barbosa não é um caso isolado, nem uma exceção: a arbitrariedade, o total desrespeito aos direitos humanos e a violência desmedida constituem hoje o cotidiano do trato do Estado com a população. A sua corporação policial militar, desde sua formação, ainda em tempos de ditadura civil militar, mantem-se em permanente estado de guerra contra trabalhadores e trabalhadoras, contra a juventude negra, as denominada minorias e contra as camadas mais baixas da população. A polícia militar tem atendido aos valores excludentes e preconceituosos do Estado, não poupando gastos imensos em equipamentos, armamentos e treinamentos de combate. E pelo caminho desse Estado e de sua polícia, as vítimas multiplicam-se em números de guerra, são Amarildos, Claúdias, Luanas e tantos mais que perdem suas vidas, vítimas da guerra da elite brasileira contra o povo brasileiro.

Nós, da REDE BRASILEIRA DE TEATRO DE RUA, não entraremos nessa guerra. Mas nos manifestaremos! Declaramos o dia 27 de junho como DIA NACIONAL DA TOMADA DO BRASIL! ocuparemos ruas, praças, vielas com nossa arte, com nossas vozes, com nossas músicas.

Tomaremos as cidades, invadiremos seus espaços públicos, e cantaremos pela Arte Pública, pela Saúde Pública, pela Educação Pública, pelo direito a Moradia, cantaremos por um país que respeite a dimensão da convivência pública e pacífica, pelo direito a diversidade e pela justiça social, política e econômica.

Tomaremos nossas cidades, com arte, com música, com dança, com loucura, com afeto, com tambores, com liberdade, com bandeiras, com gritos, com festa, com troca e teatro.
Pelos espaços públicos!
Pelas artes públicas!
Por cidades mais públicas!".

Ifronteira.